Notícia Destaque Notícias da Diocese

De 2 a 11 de agosto, Paróquia de Cesário Lange realiza novena aos padroeiros

A Paróquia Santa Cruz realiza de 2 a 11 de agosto uma novena em louvor aos seus padroeiros, Santa Cruz e São Roque. As missas acontecerão todas as noites, sempre às 19 horas. Dom Gorgônio preside a Missa de Encerramento da novena no dia 11 (domingo).

A parte recreativa tem início às 20h do dia 9 (sexta-feira) com sorteio de prêmios e quermesse com salgados, doces e bebidas à venda. No dia 10 (sábado) além da quermesse haverá leilão de prendas e apresentação de Badi Liberati. No domingo (11) a partir das 14h haverá leilão de prendas vivas.

História da Festa

A cidade de Cesário Lange, conforme site institucional, fora fundada em 12 de dezembro de 1878. No entanto, sendo a Santa Cruz padroeira da municipalidade, o dia 3 de maio fora adotado como aniversário da cidade, uma vez que, na mesma data a Igreja celebrava a Festa do Descobrimento da Santa Cruz. Após o Concílio Vaticano II, com a reforma do calendário romano, a solenidade religiosa fora transferida para o dia 14 de setembro, como sendo a “Festa da Exaltação da Santa Cruz”.

E, em 16 de agosto era celebrado São Roque (considerado na cidade um “quase” co-padroeiro), devoção trazida pelos italianos que chegaram ao município por volta de 1915 se estabelecendo na zona rural entre Cesário Lange, Cerquilho e Porangaba. A Paróquia de Cesário Lange possui três comunidades dedicadas ao santo.

Essa reforma litúrgica aproximou as duas datas (Santa Cruz e São Roque) e a Paróquia, por praticidade, acabou unindo a celebração aos dois padroeiros em uma única novena e festa.

Desde então, a Paróquia celebra sempre no segundo fim de semana de agosto à Santa Cruz e São Roque, e depois no dia 14 de setembro, realiza apenas a parte religiosa da devoção à Santa Cruz, dando maior atenção à padroeira de fato.

A Paróquia destaca que, em 30 de novembro de 1962, a Matriz recebeu do Papa São João XXIII (1958-1963), o relicário contendo fragmentos da VERA CRUX. Diz a história que o Papa ficou admirado com o tamanho da nova Matriz, apresentada a ele por D. José Thurler durante o Vaticano II; logo então, delegou ao Card. Micara que fosse até a Basílica de Santa Cruz, em Roma e, a presenteasse com a relíquia do Santo Madeiro. “É um tesouro para nossa Paróquia e Diocese”, afirma.

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto

FACEBOOK