FRANCISCO TRANSMITE SOLIDARIEDADE AOS CHINESES POR NAUFRÁGIO

O Papa está solidário com o povo chinês que sofre neste momento por causa do naufrágio da embarcação no rio Yangtzé, província de Hubei. O acidente ocorreu na noite de segunda-feira (01), de acordo com a imprensa local. O naufrágio pode ser o pior registrado nas últimas décadas no país.

Ao saudar os fieis e turistas de língua inglesa, na audiência desta quarta-feira (03), Francisco disse que “neste momento difícil, reza pelas vítimas, suas famílias e todos os que trabalham no salvamento”.

Nesta parte do rio, com 15 metros de profundidade, mais de 100 barcos e quase 5 mil pessoas, entre elas 1.840 soldados e 1.600 agentes de polícia, foram mobilizados para as operações de busca, indicou a imprensa oficial. Até o momento, foram resgatados 18 dos 458 passageiros que estavam a bordo.

O barco viajava de Nanquim para Chongqing. O acidente aconteceu quando o navio Dongfangzhixing (Estrela do Oriente) foi atingido por ventos de 130 quilômetros por hora.

O Yangtzé é o terceiro maior rio do mundo, depois do Nilo e do Amazonas, com 6.300 quilômetros de extensão.