Notícias da Igreja

Papa abençoa a imagem de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

O Papa Francisco abençoou no Vaticano a imagem de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, por iniciativa dos filhos espirituais de São Vicente de Paulo há 190 anos das aparições a Santa Catarina Labouré. Entrevista com o coordenador da iniciativa “Maria peregrina” padre Valerio Di Trapani.
Há 190 anos das aparições de Maria a Santa Catarina Labouré, por iniciativa dos filhos espirituais de São Vicente de Paulo, a imagem de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa começará em 1º de dezembro próximo, uma peregrinação entre as regiões italianas, hoje particularmente marcadas pelo sofrimento causado pela pandemia. O início simbólico deste caminho de fé foi a bênção do Papa Francisco no Vaticano na manhã de quarta-feira (11/11) da Sagrada imagem de Nossa Senhora Imaculada da Medalha Milagrosa, na presença do Superior Geral da Congregação para a Missão, Padre Tomaz Mavrič.
Ouça e compartilhe!

Padre Valerio Di Trapani, Superior do Colégio Apostólico Leoniano de Roma e assistente nacional dos Grupos de Voluntários Vicentinos, e coordenador da iniciativa “Maria Peregrina” explica o significado do gesto de Francisco:

Entrevista

Padre Valerio Di Trapani: Para nós, a bênção de Francisco é uma verdadeira partida para esta missão, que durará pelo menos um ano, que conduzirá a imagem de “Maria Peregrina” a comunidades e paróquias de toda a Itália que desejarão acolhê-la. É uma missão com a qual Maria continua seu caminho que começou com as aparições de 1830. Desde então a Virgem visita seu povo, os abençoa e nos lembra que ela estará sempre conosco. Há 190 anos Nossa Senhora disse isso a Santa Catarina Labouré e nós acreditamos que ela continue a dizer até hoje. Entre outras coisas, na época dessas aparições, na primeira metade do século XIX, a França estava vivendo uma época particular, caracterizada por uma segunda revolução e lutas fratricidas. Maria interveio nessa história dizendo: “Estou vos amo, amo-vos e se vierdes até mim, encontrareis consolo”. Então foi a Mãe de Deus que veio até nós para nos ajudar e hoje a Mãe Peregrina continua esta ação para ajudar o seu povo. Parece-me significativo e consolador neste tempo de pandemia que Maria, Mãe da Igreja, e com ela podemos dizer toda a Igreja, não se afaste de seu povo, mas permaneça perto dos que estão em sofrimento.

 

https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2020-11/papa-francisco-vicentinos-medalha-milagrosa.html

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto

FACEBOOK