Rádio Conexão Católica

PAPA ABRIRÁ PORTA SANTA DE ESTRUTURA DA CARITAS DE ROMA

O Papa Francisco abrirá na próxima sexta-feira, 18, às 16h30, a Porta Santa da Caridade no albergue “Don Luigi Di Liegro” e o Refeitório “São João Paolo II” na Estação Términi, centro de Roma. Esta será a quarta Porta Santa a ser aberta pelo Pontífice.

A cerimônia

A liturgia terá início na praça existente diante das duas estruturas da Caritas da Diocese de Roma, às 16h30, com o rito de abertura da Porta. Acompanharão o Santo Padre quatro hóspedes do albergue, que levarão a Cruz, o Missal e as velas. Seguirão o Santo Padre, Mons. Enrico Feroci, Diretor da Caritas e três Sacerdotes colaboradores do organismo diocesano: Padres Giorgio Gabrielli, Padre Danilo Priori e Padre Donaro Palminteri. Durante a procissão serão entoadas as ladainhas de oração aos santos, como São Felipe Neri, Santa Fabíola (a quem é dedicada a Capela do albergue), Santa Jacinta (a quem é dedicada a Cidadela da Caridade de Ponte Casilino), São Damião de Molokai (a quem é dedicada a Capela da “Casa família para os doentes de Aids” de Villa Glori), São João Paulo II – e aos mártires da justiça e da caridade, o Beato Oscar Romero e a Beata Madre Teresa de Calcutá.

A Porta Santa

O Papa Francisco atravessará a Porta Santa passando sob o mosaico realizado pelo jesuíta Padre Marko Ivan Rupnik, mostrando o ícone do Jubileu. Dentro do refeitório estarão aguardando o Santo Padre 200 hóspedes do albergue, representando todos os Centros de Acolhida da Caritas da Diocese de Roma. Com eles, o Papa Francisco celebrará a Eucaristia, segundo a liturgia do dia.

As leituras e a animação

A animação da celebração – cantos, leituras e orações dos fieis – estará à cargo dos hóspedes da Caritas. A primeira leitura será proclamada por Angelo Zurolo, residente no albergue e redator do Jornal “Gocce di Marsala”, realizado pelos hóspedes da estrutura Caritas; o Salmo Responsorial e a Aclamação do Evangelho serão feitos por Rita Quaranta, residente na “Cidadela da Caridade”, de Ponte Casilino.  As orações dos fieis, por sua vez,  foram escritas e serão lidas por uma jovem mãe – hóspede do Centro de Acolhida “Casa de Cristian”, voltada à famílias com crianças em situação de dificuldades; por um requerente de asilo do Centro de Acolhida “Ferrhotel”; por um hóspede do albergue; por Maria Teresa Serra, voluntária do refeitório “São João Paulo II” e por Andrea La Rosa, Coordenador do Albergue “Don Luigi Di Liegro”.

Missa exclusiva para os hóspedes

Na celebração Eucarística participarão exclusivamente os hóspedes das estruturas de acolhida acompanhados por alguns voluntários e funcionários. Já na praça, estarão assistindo a liturgia mais de 500 pessoas, entre voluntários e animadores da Caritas. A imprensa poderá acompanhar a celebração através das imagens do Centro Televisivo Vaticano, visto que por desejo do Papa Francisco, o encontro com os hóspedes da Caritas diocesana de Roma será “privado e pessoal”.

As estruturas

O Albergue “Don Luigi di Liegro” e o Refeitório São João Paulo II são duas estruturas de acolhida para sem-teto. O primeiro acolhe, a cada noite, 195 pessoas. No refeitório, por sua vez, são servidas 500 jantas. Os dois centros foram inaugurados em 10 de dezembro passado pelo Cardeal Agostino Vallini, após terem sofrido uma grande reforma desde 2011. As duas são estruturas que a Caritas administra desde 1987, em parceria com a Prefeitura de Roam, em um imóvel colocado à disposição pela Ferrovia do Estado.