Rádio Conexão Católica

PAPA CONFIA A IGREJA E TODA HUMANIDADE A MARIA, MÃE DE MISERICÓRDIA

Na tarde desta terça-feira o Pontífice fez a habitual visita de 8 de dezembro à Praça de Espanha, centro de Roma, para a tradicional homenagem com flores à imagem de Nossa Senhora Salus Popoli Romani (Protetora do Povo Romano).

Milhares de fieis romanos – famílias inteiras, crianças, idosos, mais de cem enfermos – e peregrinos de várias partes do mundo aguardavam o Santo Padre na Praça de Espanha, acolhendo-o com grande alegria e entusiasmo. Tendo chegado pouco antes das 16h locais, o Papa Francisco depositou um ramalhete de flores e rezou aos pés do monumento dedicado à Imaculada, fazendo a seguinte oração:

Virgem Maria,

neste dia de festa pela tua Imaculada Conceição,

venho apresentar-te a homenagem de fé e de amor

do povo santo de Deus que vive nesta Cidade e Diocese.

Venho em nome das famílias, com suas alegrias e fadigas;

das crianças e dos jovens, abertos à vida;

dos anciãos, que trazem consigo o peso dos anos e a experiência;

de modo particular venho a ti da parte dos enfermos, dos encarcerados, de quem sente o caminho mais árduo.

Como Pastor venho a ti em nome daqueles que chegaram de terras longínquas em busca de paz e de trabalho.

 

Sob teu manto tem lugar para todos,

porque tu és a Mãe da Misericórdia.

O teu coração é repleto da ternura para com todos os teus filhos: a ternura de Deus, que em ti se fez carne

e se tornou nosso irmão, Jesus,

Salvador de todo homem e de toda mulher.

 

Olhando para ti, Mãe nossa Imaculada,

reconhecemos a vitória da divina Misericórdia

sobre o pecado e sobre todas as suas consequências;

e se reacende em nós a esperança em uma vida melhor,

livre da escravidão, rancores e medos.

 

Hoje, aqui, no coração de Roma, ouvimos a tua voz de mãe

que chama todos a se colocar em caminho

rumo àquela Porta, que representa Cristo.

Tu dizes a todos: “Vinde, aproximai-vos confiantes;

entrai e recebei o dom da Misericórdia;

não tenhais medo, não tenhais vergonha:

o Pai vos espera de braços abertos

para dar-vos o seu perdão e acolher-vos em sua casa.

Vinde todos à fonte da paz e da alegria”.

 

Agradecemos a ti, Mãe Imaculada,

porque neste caminho de reconciliação

não nos fazes caminhar sozinhos, mas nos acompanhas,

estás próxima de nós e nos auxilias em toda dificuldade.

Que tu sejas abençoada, agora e sempre. Amém.

 

Após a oração, acompanhado, entre outros, do seu Cardeal Vigário para a Diocese de Roma, Agostino Vallini, Francisco deteve-se longamente saudando a multidão, entre os quais muitas crianças e enfermos presentes.

Após a visita ao monumento dedicado à Imaculada Conceição, na Praça de Espanha, o Santo Padre seguiu para a Basílica de Santa Maria Maior (uma das quatro basílicas papais de Roma) para mais um ato de devoção filial a Maria, Mãe de Misericórdia. Como já havia antecipado no Angelus, ao meio-dia, o Pontífice confiou a Nossa Senhora toda a Igreja e a humanidade inteira, de modo particular a cidade de Roma.