Notícia Destaque Notícias da Diocese

“Se o coração não arde, o pé não caminha”, afirma Pe. Maurício Jardim

No último final de semana, de 30 de agosto à 1º de setembro, aconteceu o 39º Encontro Estadual Missionário, organizado pelo Conselho Missionário do Regional Sul 1 da CNBB. O encontro foi realizado na diocese de Itapetininga, sub-região de Sorocaba, e contou com representantes dos sub-regiões de todo estado de São Paulo.

Estiveram presentes 179 pessoas, entre eles três Bispos, 17 Presbíteros, quatro Diáconos permanentes, dezenas de religiosos e religiosas de diversas congregações e institutos e consagrados e consagradas de comunidades de vida, além de mais de uma centena de leigos comprometidos com a dimensão missionária em suas dioceses e organismos missionários.

Dom José Carlos, ao microfone, é o atual bispo referencial para a Ação Missionária

A abertura do encontro se deu com a Missa na Catedral Nossa Senhora dos Prazeres, presidida por Dom Gorgônio Alves da Encarnação CR – Bispo da Diocese de Itapetininga – e concelebrada por Dom José Luiz Bertanha, bispo emérito da diocese de Registro e, até então, o referencial da Ação Missionária e Cooperação Intereclesial; por Dom José Carlos Chacorowski, bispo de Caraguatatuba (Província de Aparecida), que a partir de agora assume a citada Comissão Episcopal; pelo Pe. Éverton Aparecido da Silva, assessor estadual do Comire; pelos padres assessores dos Comidi’s e pelo Padre Maurício da Silva Jardim, diretor das Pontifícias Obras Missionárias (POM) e assessor do encontro.

O segundo dia teve início com o terço missionário, conduzido pelo padre José Stella, fundador da Obra dos Cenáculos Missionários O.C.M., de São Paulo/SP, o qual lembrou a importância da oração, uma vez que “quando oramos colhemos os frutos da ação de Deus, quando não oramos os frutos são só do trabalho humano”.

Diretor das Pontifícias Obras Missionárias (POM), Pe. Maurício da Silva Jardim assessorou o encontro estadual

Ao longo do dia, padre Maurício Jardim conduziu, em quatro colocações, o tema “Batizados e Enviados: A Igreja de Cristo em Missão no mundo” e sobre o Mês Missionário Extraordinário, convocado pelo Papa Francisco, para outubro deste ano.

Participando do encontro, foram apresentados os missionários estrangeiros em missão no Brasil: 12 homens e mulheres, de diversas idades e nacionalidades como, por exemplo, um sacerdote das Filipinas e uma religiosa de Bangladesh.

Na parte da tarde, foram apresentados também vários testemunhos de pessoas que estiveram em missão tanto aqui no Brasil, na região Amazônica, como também na diocese de Pemba (Moçambique). Foram testemunhos fortes de cristãos que ouviram o chamado de Deus, tiveram seus corações ardendo e se puseram a caminho.

A celebração Eucarística, nesse segundo dia, foi em ação de graças pelos missionários e pelo Jubileu de Prata da cooperação e da missão entre o Sul 1 (São Paulo) e Norte 1 (Amazonas), sendo presidida por Dom José Luiz Bertanha e concelebrada por Dom José Carlos Chacorowski e padres presentes. Ao final da homilia, Dom José Luiz pediu que Pe. Isaías Daniel, do clero de Limeira, que passou seis anos em missão na Amazônia, desse seu testemunho.

Após o jantar, houve uma animada noite cultural com a presença do grupo de dança “Estância Tropeira”, de Itapetininga, que proporcionou a todos momentos de muita alegria.

No terceiro e último dia, as atividades começaram com a Oração Missionária, seguida pela apresentação por Dom José Luiz Bertanha e pelo Padre Éverton, da história e dos detalhes atuais dos Projetos Missionários em Pemba e no Norte 1, assumidos pelo regional Sul 1.

Na sequência, a coordenadora do Comire, Maria de Fátima da Silva e o Pe. Éverton informaram sobre a Campanha Missionária de Outubro de 2019, o Curso de Missiologia, o Comise e o Programa Missionário Nacional.

Finalizando os trabalhos, os sub-regionais tiveram um momento para uma conversa, refletindo principalmente sobre quais indicativos apresentados no encontro deveriam ser levados para suas dioceses. Cópia do material produzido foi entregue à coordenação do Comire para os encaminhamentos necessários.

A celebração Eucarística de encerramento e o envio missionário, presidido por Dom José Carlos Chacorowski, encerrou o Encontro que contou sempre com a alegria missionária presente no rosto de todos. A cruz missionária, sinal do envio à missão, foi imposta em todos participantes.

Ao final do Encontro, foi anunciado que o 40º Encontro Estadual Missionário, a ser realizado em 2020, será na Diocese de Campo Limpo.

Texto: Maria de Lourdes Ferreira / fotos: Daniele Nhasser / Messias Pereira de Araújo / William Furtado (com logo)

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto

FACEBOOK