Tribunal Eclesiástico de Itapetininga tem novo oficial

O Dr. Renê Vieira da Silva Junior é o mais novo oficial do Tribunal Eclesiástico de Itapetininga. Na tarde desta terça-feira (12/03), ele esteve em audiência com Dom Gorgônio e Pe. Reinaldo Machado Ramos, Vigário Judicial Adjunto.

No encontro, que contou com a presença de familiares do advogado, Dr. Renê fez a profissão de fé e o juramento – procedimentos básicos para admissão no tribunal. Mediante isto, o advogado recebeu a provisão, ou seja, o registro oficial de nomeação como advogado e juiz auditor do tribunal.

De acordo com Dom Gorgônio, devido ao aumento da demanda de processos de nulidade matrimonial fez-se necessário aumentar o número de oficiais do tribunal. Vale destacar que, todos os membros do Tribunal prestam serviço voluntário.

(esq. p/ dir.) Renê Neto, Pe. André, Matheus, João Francisco, sra. Celina, Dr. Renê, sr. Renê (pai), Dom Gorgônio e Pe. Reinaldo

Dentre as várias funções dentro de um tribunal eclesiástico, o advogado “é quem se manifesta juridicamente no processo. Cabe ao advogado formular o libelo (pedido inicial do processo), defender os interesses da parte, de quem recebeu procuração para atuar em seu nome. Na fase discussória, o advogado elabora as alegações finais, em que justifica o pedido de nulidade, para ser depois analisado pelos juízes”.

Já o juiz auditor, “participa apenas da fase de instrução dos processos, colhendo os depoimentos e reunindo outras provas que, durante a instrução, julgar conveniente. Não participa dos julgamentos e não está vinculado aos processos”. Saiba mais AQUI sobre as funções.

Currículo

Dr. Renê é agente da Pastoral Familiar da Paróquia São João Batista, em Itapetininga (SP), juntamente com sua esposa. Ele faz parte do Ministério de música Filhos da Mãe Santíssima, equipe de música litúrgica que atua na referida Paróquia, bem como, nas comunidades Nossa Senhora do Sagrado Coração (Jd. Fogaça) e Nossa Senhora Aparecida (Vila Camarão) e Paróquia Bom Jesus (Alambari). Atua como advogado desde 1995 e, atualmente, é professor decano de Constituição da Faculdade de Direito do Instituto Itapetiningano de Ensino Superior (IIES).