As crianças de Aleppo no verão: iniciativa católica ajuda a restituir a infância

A Paróquia sírio-católica de Aleppo está preparando um espaço especial para crianças e adolescentes passarem o período de verão – vivendo finalmente momentos de serenidade, já que há seis meses cessaram os conflitos. Mesmo com algumas áreas periféricas ainda sofrendo com combates, além da atual e difícil situação econômica, o acampamento, situado no antigo bairro sírio da capital, poderá receber 1.200 crianças.

Os recursos para preparar o espaço com as atividades, no valor de 300 mil euros, estão sendo financiados pela Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre. O diretor da sede italiana, Alessandro Monteduro, explicou que, com a iniciativa, querem “restituir aos pequenos de Aleppo um pouco da sua infância, além de oferecer a eles momentos sem preocupações”.

A Fundação já atua há anos em favor das crianças de Aleppo através, por exemplo, do projeto que doa leite em pó aos pequenos católicos da cidade. Monteduro disse que, “para os meninos e meninas maiores, o acampamento de verão vai representar uma oportunidade para poder viver a fé e conhecer outros jovens, numa área de maioria cristã”.

Acampamento de verão e de integração

Segundo o pároco de Santo Efrém, Pe. George Sabounji, às vezes as crianças cristãs têm dificuldade em se relacionar com aquelas de fé islâmica. O acampamento de verão, porém, vai reunir crianças e famílias de outras confissões cristãs. E, segundo Pe. George, nenhuma delas poderia arcar com as despesas de viagem e, por isso, agradece a contribuição da Fundação que vai cobrir os gastos com viagem, alojamento e alimentação.

“São muitos os moradores de Aleppo que vivem em condição de refugiados porque as suas casas foram destruídas pela guerra e muitos deles ainda têm nos olhos o horror da guerra”, acrescentou o pároco, que finalizou: “umas férias, mesmo que em curto período, darão nova esperança e irão encorajá-los a seguir em frente. Assim não irão deixar Aleppo e nem mesmo a Síria”.