Rádio Conexão Católica

Basílica Nossa Senhora da Conceição de Tatuí: 200 anos de história e devoção

São quase 200 anos de história, uma história que se confunde com a própria origem da cidade. Torna-se impossível escrevê-la em poucas linhas, afinal é a história da igreja matriz da cidade de Tatuí, uma das mais antigas da região, considerada por muitos a mais bela e mais rica, artisticamente falando, da diocese. Onde os fiéis vêm todos os anos de várias cidades vizinhas para apreciar sua beleza arquitetônica, aproveitar seu ambiente propício à meditação e oração e venerar com devoção a Santa Mãe de Deus.

Com base em arquivos e documentos históricos, é possível dizer que a cidade de Tatuí, como é hoje, nasceu em torno desta capela dedicada à Imaculada Conceição, porque os camponeses queriam que o símbolo material da presença de Deus estivesse mais perto deles.

Tudo começou na segunda década de 1800, quando o então Príncipe Regente do Império Brasileiro, tendo ouvido os insistentes apelos dos fiéis cidadãos da pequena aldeia, decidiu autorizar a construção de uma pequena capela, que deveria ser dedicado à veneração da Conceição de Maria.

Foi assim que o quinto Bispo da Província de São Paulo, D. Matheus de Abreu Pereira, criou a primeira paróquia da cidade em 1818, nomeando como primeiro pároco, o P. Anacleto Dias Baptista, a 4 de Janeiro de 1822.

Segundo um histórico relato, a então aldeia de Tatuhy foi criado como distrito, com estatuto provincial em 5 de março de 1822.

Na data de 20 de setembro de 1861, Tatuí elevou-se a categoria de cidade.

Portanto, a paróquia Nossa Senhora da Conceição é cronológica e juridicamente mais antiga do que o próprio município.

O novo pároco, Padre Manoel Teixeira de Almeida, assumiu o cargo em 01 de fevereiro de 1829, ocasião na qual solicitou e obteve a provisão para a construção de uma nova capela em substituição da primeira, para que fosse mais digna, ainda que pequena e simples. Esta nova capela foi abençoada em 7 de dezembro de 1829. A pequena capela assim permaneceu por 55 anos, acolhendo, dentro dos limites de suas possibilidades, os fiéis devotos da cidade, até que o número de pessoas que afluíam à igreja ficou bem acima da capacidade de acolhê-los.

Desta forma, a 23 de julho de 1884 o bispo da província, D. Lino Deodato Rodrigues de Carvalho, concedeu à paróquia a possibilidade de erguer uma bela, grande e bem construída igreja que servisse de matriz, capaz de acolher um grande número de fiéis.
Foi no dia 9 de agosto de 1884, às 16 horas, que realizou-se a cerimônia de bênção e lançada da pedra fundamental da nova Igreja Matriz.

As obras foram iniciadas em 5 de julho de 1885 e no início do ano de 1899 estavam quase concluídas. A nova igreja, com porte de catedral, era um edifício vasto e suntuoso inclusive, um jornal da época fez questão de destacar a grandiosidade da obra, especificando que a igreja era toda em tijolos (novidade na época) e com alicerces de pedra profunda.
Para ! construção foram gastos 550.000 tijolos adquiridos em várias cerâmicas da cidade, 355 carrinhos de pedras e 8.000 sacos de sal.

Portanto, a atual estrutura da Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição de Tatuí, apesar das muitos melhorias arquitetônicas ao longo dos anos remonta ao ano de 1885.

 

Texto: Seminarista Leonardo Jonatas da Silva