Rádio Conexão Católica

CARDEAL SARAH: PALAVRA DE DEUS E EUCARISTIA, PILARES DA VIDA DE SANTA CLARA

“A Palavra de Deus e a Eucaristia são as duas mesas mais importantes para o cristão e todo ser humano que encontra Jesus. Na vida de Santa Clara a Palavra de Deus e a Eucaristia tiveram um papel importante. Foram os seus pilares.”

Estas foram as palavras do Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Cardeal Robert Sarah, proferidas na homilia da missa presidida pelo purpurado, em Assis, nesta terça-feira (11/08), dia em que a Igreja recordou Santa Clara.

Segundo o jornal da Santa Sé, L’Osservatore Romano, concelebraram com o Cardeal Sarah o Bispo de Assis – Nocera Umbra – Gualdo Tadino, Dom Domenico Sorrentino, e cinquenta Sacerdotes, dentre os quais muitos Frades de várias famílias franciscanas. Estavam também presentes várias autoridades civis e militares, além de milhares de fieis que encheram a Basílica de Santa Clara, fundadora das Clarissas.

“Clara queria viver com Jesus, para Jesus, em Jesus e como o próprio Jesus. Partindo da Palavra de Deus e de uma relação intensa e íntima com Jesus Eucaristia, ela modelou toda a sua vida pobre, desejando ardentemente ser esposa de Cristo. Clara foi testemunha fiel do Evangelho, mediante um estilo de vida simples, pobre e cheio de caridade, como São Francisco”, disse o Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.

“A pobreza para São Francisco, para Santa Clara e para nós é o caminho para viver plenamente o Evangelho e a nossa vocação à santidade de vida”, disse ainda o purpurado, convidando os fieis a se deixarem guiar pela Palavra de Deus e pela Eucaristia na sequela de Jesus pobre, humilde e despojado de todo privilégio.

O Cardeal Sarah recordou, confiando a Deus por intercessão de Santa Clara, “todos os cristãos perseguidos na África, Ásia, Oriente Médio e demais partes do mundo”. Lembrou também as pessoas que vivem em territórios martirizados pela guerra, a fim de que a paz de Cristo prevaleça e eles possam viver com tranquilidade a própria vida cotidiana.