CARDEAL TURKSON: CONVERSÃO ECOLÓGICA DEVE CHEGAR NO DIA A DIA DAS PESSOAS

Um renovado compromisso por “uma nova educação e espiritualidade ecológica que favoreça a aliança entre o homem e o ambiente através de uma conversão integral, ecológica e comunitária”. É o convite dirigido pelo Cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, em sua mensagem aos participantes da Segunda Semana de compromisso pelo clima que se realiza em Lima, de 24 a 28 de agosto. O evento é organizado pelo Ministério do Meio Ambiente do Peru em preparação à Conferência de Paris sobre o clima (Cop21), prevista entre 30 de novembro e 11 de dezembro próximos.

Em confronto os vários atores comprometidos pelo clima

O objetivo da iniciativa, o segundo de três eventos promovidos pelo governo peruano como presidente da Cop20 hospedado em dezembro passado pelo país latino-americano, é colocar em confronto os diversos atores sociais, econômicos e políticos que se dedicam à promoção de medidas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

A encíclica “Laudato si” protagonista da Semana

A abrir os cinco dias de encontros e debates nesta segunfa-feira (24), um fórum de apresentação e reflexão sobre a encíclica do Papa Francisco “Laudato si”. Hospedado e organizado pela Universidade jesuíta Ruiz de Montoya de Lima, o evento teve a participação de mais de 250 representantes de Instituições, da Igreja e de outras comunidades religiosas, líderes políticos e do mundo acadêmico. O orador principal foi Dom Pedro Barreto, Arcebispo de Huancayo, conhecido por seu compromisso pelo respeito e a salvaguarda do meio ambiente. Seguiram-se quatro palestras que analisaram a encíclica a partir de quatro perspectivas: científica, política, econômica e teológica.

Favorecer uma cada vez maior e profunda conversão ecológica

Em sua mensagem aos participantes, o Cardeal Turkson manifestou a esperança de que esta e todas as outras iniciativas que abordam a situação de emergência ambiental possam promover “uma cada vez maior e mais profunda conversão ecológica capaz de expressar-se nas diversas esferas da vida humana: nos estilos de vida, na educação, no diálogo entre ciência, cultura e fé, nas políticas nacionais e nas negociações internacionais”. “O restabelecimento de uma serena harmonia com a Criação – conclui a mensagem, citando a encíclica do Papa Francisco – exige uma reflexão sobre o nosso estilo de vida e os nossos ideais, para contemplar o Criador, que vive entre nós e no que nos rodeia”.

No programa da semana cerca de vinte eventos

No programa da Semana cerca de vinte eventos nos quais serão discutidos, entre outras coisas, sobre cidades sustentáveis; a luta contra as mudanças climáticas no âmbito dos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e o papel dos atores não estatais na Agenda operativa Lima-Paris, que visa catalisar as várias iniciativas neste campo de ação.