CNBB e Rádio Vaticano, modernizando a comunicação da Igreja

O site da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil tem uma nova identidade visual a partir desta quarta-feira (26/04), em coincidência com a abertura da 55º Assembleia Geral do Episcopado, em Aparecida (SP).

Nas redes sociais, a equipe de Assessoria de Imprensa da CNBB também manterá o público informado. Na página do instagram: @cnbbnacional, o usuário poderá acompanhar as fotos dos melhores momentos da #55AGCNBB; no Facebook: https://www.facebook.com/cnbbnacional serão disponibilizadas informações diárias sobre a Assembleia; no Flickr: https://www.flickr.com/photos/cnbbnacional/ o usuário poderá encontrar todas as fotos da AGCNBB e, por último, no Twitter: https://twitter.com/cnbbnacional saiba sobre os últimos acontecimentos da reunião do episcopado brasileiro.

Padre Rafael Vieira, assessor de imprensa da CNBB, em entrev

ista à Rádio Vaticano, falou sobre os temas abordados, a participação da imprensa e o processo de criação do novo site da Conferência.

Ouça aqui:

“Será feita uma atualização das orientações da Igreja sobre o tema da Iniciação à Vida Cristã. Os bispos aqui vão fazer uma análise, completar e fazer considerações sobre o trabalho feito anteriormente por uma comissão de bispos sobre o tema. Assim, a Igreja no Brasil terá um novo referencial teórico, teológico, espiritual e principalmente pastoral: é isto que vislumbramos nestes 10 dias de trabalho”.

“Serão abordados muitos outros temas, como a questão do Projeto ‘Pensando o Brasil’, que é um movimento que a CNBB anima e que desta vez vai tratar o tema da ‘educação’. Também será abordada a preparação para o Sínodo dos Jovens e o andamento nas várias dioceses da Pastoral da Juventude”.

“A RV tem a sua ‘mão’ no projeto do novo site, porque foi graças à equipe da RV que nós conseguimos formular finalmente esta proposta. Foi uma ajuda essencial para que chegássemos ao Brasil e apresentar a proposta, que os bispos abraçaram. Recebemos também ajuda da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, que foi muito gentil com a CNBB”.