Rádio Conexão Católica

CONSELHO MUNDIAL DAS IGREJAS CONDENA ATAQUE NO PAQUISTÃO

“Chocante e brutal”: assim o Secretário-Geral do Conselho Mundial de Igrejas (Wcc), Rev. Olav Fykse Tveit, define o ataque num parque público de Lahore, no Paquistão, no dia de Páscoa. Mais de 70 pessoas morreram, das quais pelo menos 50 cristãs. Entre as vítimas, há também muçulmanos e inúmeras crianças. Cerca de 300 pessoas ficaram feridas. O atentado foi reivindicado pelos talibãs.

Ataque chocante

“Trata-se de um ataque particularmente chocante” – afirma Tveit em comunicado. “Em primeiro lugar, porque parece que teve a intenção clara de atingir as crianças que estavam simplesmente se divertindo no parque”. Em segundo lugar, destaca o Secretário-Geral do Wcc, “porque parece que tinha como alvo a vulnerável minoria cristã do Paquistão, atacando num dos dias mais sagrados do calendário litúrgico”, isto é, a Páscoa.

Empenhar-se no respeito da pessoa humana

“Diante de tal brutalidade – continua Tvei –, a família humana, todos os fieis e as pessoas de boa vontade devem permanecer unidos e se empenhar em favor do respeito e do cuidado ao próximo e da prevenção de violências semelhantes”. Encorajando à oração em solidariedade às vítimas e a seus familiares, Olav Tveit exorta o governo e as autoridades do Paquistão a “fazer mais para proteger toda a população – seja esta cristã, muçulmana ou de outras religiões – da violência perpetrada por extremistas”.

Tutelar o princípio da liberdade religiosa

“O princípio da liberdade de religião e de credo para todos – conclui o Conselho Mundial de Igrejas – deve ser afirmado e tutelado no Paquistão e no restante do mundo, como responsabilidade fundamental, ética e legal dos governos.” Por fim, Tveit destaca que “toda referência à violência em nome da religião ou motivada pela religião é inaceitável e perigosa”.