Rádio Conexão Católica

DIÁCONOS PERMANENTES: ASSEMBLEIA GERAL INICIA NESTA QUINTA (23)

assembleia_3Nesta quinta-feira, dia 23, inicia-se em Aparecida a 10º Assembleia Geral Comemorativa e Eletiva da Comissão Nacional dos Diáconos Permanentes. A Assembleia que segue até o dia 26 de abril, tem como objetivo recordar o Concílio Vaticano II e os 50 anos da Restauração do Diaconado Permanente. O evento promovido pela Comissão Nacional dos Diáconos (CND) celebrará o tema “No Cinquentenário Servindo com Maria na Fidelidade ao Espírito Santo” e o lema “Anunciando o Evangelho por todas as cidades (At 8, 40)”.

Diácono Luis Moreira
Diácono Luis Moreira

Para representar a diocese de Itapetininga estarão presentes do encontro os diáconos permanentes: Luís Moreira, da Paróquia Bom Jesus em Alambari e José Rafael da Costa, da Paróquia São José Operário, em Tatuí, e suas esposas. O Assessor dos Diáconos Permanentes da diocese, Padre Élcio Roberto de Góes, Pároco do Santuário Nossa Senhora da Conceição, em Tatuí, acompanhará os dois casais no encontro. Esta assembleia é realizada a cada quatro anos e reunirá cerca de 300 diáconos permanentes de todo Brasil.

Neste ano, a Assembleia elegerá uma nova diretoria. A última AG aconteceu em 2011, em Itaíci, Indaiatuba (SP), e elegeu o diácono Zeno Konzen, do Rio Grande do Sul como Presidente da Comissão. O diácono é candidato à reeleição.

Programação

A Assembleia será realizada no Centro Redentorista de Espiritualidade (CERESP), localizado no Seminário Santo Afonso. As atividades iniciam na sexta-feira, dia 24, com a Missa solene às 7h30, no Santuário Nacional de Aparecida em  comemoração aos 50 anos de restauração do Diaconado Permanente e será concelebrada pelos Bispos participantes da 53ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil.

Diácono José Rafael da Costa
Diácono José Rafael da Costa

À tarde, o encontro segue no Seminário Santo Afonso, com a exposição de relato da memória histórica do diaconado no Brasil, que terá participação do Padre Valter Goedert, de Santa Catarina, uma das pessoas que lutaram para a restauração do diaconado no Brasil e um dos primeiros formadores, o Bispo emérito de Catanduva, Dom Antonio Celso de Queirós e entre outros diáconos.

No sábado (25) a primeira palestra formativa será desenvolvida pelo Diácono Júlio Bendinelli, integrante da Equipe Nacional de Assessoria Pedagógica (ENAP) da CND, com o tema “Desafios e Perspectivas Ministeriais”. Ainda na parte da manhã, participam de uma mesa redonda, Dom Pedro Brito Guimarães, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB e Dom Esmeraldo Barreto de Farias, Bispo auxiliar de São Luís (MA) e assessor da CND. No período da tarde, será realizado o processo eleitoral em vista da nova diretoria da Comissão, com apresentação dos relatórios e prestação de contas.

No domingo, 26, será celebrada a Missa de Encerramento no Seminário Santo Afonso, com a posse da nova diretoria.

 

Restauração do Diaconado Permanente

Em 2015, a Igreja recorda os 50 anos da restauração do Diaconado Permanente. A data lembra que o ministério mesmo existindo desde os primórdios da Igreja, foi deixado de lado, existindo apenas o diaconado transitório. Foi o Concílio Vaticano II que trouxe novamente a relevância desse serviço para a Igreja. Hoje, no Brasil, existem mais de três mil diáconos permanentes que colaboram com a Igreja, especialmente, no serviço da Palavra de Deus, no serviço da Caridade e no serviço da Liturgia.

 

Com informações de A12 Notícias.