Notícia Destaque Notícias da Diocese

Diocese de Itapetininga: 22 anos de história e bençãos

Neste domingo (19), a Diocese de Itapetininga completou 22 anos de instalação e, na ocasião, a Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres foi elevada à Catedral. Nesta data comemoramos também os 22 anos de ordenação episcopal de nosso primeiro bispo diocesano, Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto.

Mapa das cidades que abrangem a Diocese de Itapetininga.

A Diocese de Itapetininga foi criada pelo Papa São João Paulo II através da Bula Pontifícia “Apostolicum Munus” em 15 de abril de 1998. Nesta mesma data o Santo Padre nomeou o primeiro Bispo de Itapetininga na pessoa de Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto.

A Instalação da Diocese, a Ordenação Episcopal de Dom Gorgônio e sua tomada de posse, aconteceram no dia 19 de julho de 1998 na Catedral Nossa Senhora dos Prazeres, em cerimônia presidida pelo Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom José Lambert (in memorian), saudoso Arcebispo Metropolitano de Sorocaba, com a presença dos Bispos da Província Eclesiástica e Bispos de outras localidades.

Localizada no Sudoeste do Estado de São Paulo, a Diocese de Itapetininga tem uma área geográfica de 7.948 Km², abrangendo os municípios de Itapetininga, Alambari, Angatuba, Capela do Alto, Campina do Monte Alegre,  Campos de Holambra, Cesário Lange, Guareí, Itapetininga, Paranapanema, Pilar do Sul, Porangaba, Quadra, São Miguel Arcanjo, Sarapuí, Tatuí e Torre de Pedra.

Tatuí, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Angatuba, Paranapanema, Alambari, Campina do Monte Alegre, Cesário Lange, Capela do Alto, Guareí, Sarapuí, Porangaba, Quadra e Torre de Pedra.

No início, em 1998, a Diocese contava com 320.000 habitantes distribuídos em 19 Paróquias, que compreendiam cerca de 250 Comunidades rurais e urbanas. Para o atendimento pastoral dispunha de 23 dedicados Sacerdotes e 16 Diáconos Permanentes. Estavam e continuam presentes na Diocese seis comunidades de vida consagrada feminina.

Com a Graça de Deus, após 20 anos constatamos um crescimento significativo. Hoje, a população está em torno de 450.000 habitantes; contamos com 41 Paróquias compreendendo 405 Comunidades, 54 Presbíteros, 102 Diáconos Permanentes e 27 Seminaristas.

 

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, CR

Bispo Diocesano

Nasceu aos 17 de setembro de 1949, em Fartura (SP). Filho de Januário da Encarnação (in memorian) e Maria Conceição Nóbrega da Encarnação (in memorian) foi batizado na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Fartura (SP), no dia 1º de outubro de 1949 pelo Padre Quintilhano Rosa. Na mesma igreja recebeu o sacramento da Crisma no dia 5 de agosto de 1951 e o sacramento da Eucaristia no dia 2 de julho de 1957. De 1957 a 1961 frequentou a Escola Estadual de primeiro grau “Coronel Marcos Ribeiro”.

Concluído o curso primário em 1961, foi admitido como membro da primeira turma de seminaristas menores do Seminário São Pio X, dos Padres Teatinos do Brasil. Neste mesmo Seminário concluiu o segundo grau e, em seguida, foi admitido ao Noviciado. Cursou a Faculdade de Filosofia no Mosteiro de São Bento, em São Paulo, de 1968 a 1970. Fez Teologia no Instituto Teológico de São Paulo (ITESP) no período de 1971 a 1974. Ao mesmo tempo fez especialização em Pedagogia na Universidade de Mogi das Cruzes (SP). Foi ordenado Diácono dia 7 de agosto de 1974 por Dom Paulo Rolim Loureiro, na Paróquia São Geraldo, em Guarulhos (SP). O mesmo Bispo o ordenou Presbítero no dia 22 de dezembro de 1974, na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Fartura (SP).

Por mais de 21 anos foi pároco da Paróquia Nossa Senhora das Dores em sua cidade natal, onde também administrou pessoalmente a Casa dos Menores de 1977 a 1998; foi eleito Provincial da Ordem Teatina e sócio fundador da Rádio FM “A voz do Vale”, permanecendo até sua nomeação como primeiro Bispo Diocesano de Itapetininga (SP).

Seu Lema Episcopal “Eterna é a sua Misericórdia” (Sl 117) quer reconhecer e louvar a Deus pelo infinito amor manifestado em Cristo Jesus que nos redimiu e que, pelo Espírito Santo, nos torna embaixadores de sua misericórdia. No seu Ministério conta também com a intercessão materna da Nossa Senhora, a Mãe de Misericórdia.

Que Deus continue a abençoar nossa Igreja particular e conceda ao nosso Bispo muita saúde e vigor para pastorear o povo de Deus a ele confiado.

Dom Gorgônio – Bispo Diocese de Itapetininga.
Catedral Nossa Senhora dos Prazeres – Itapetininga/SP

 

 

 

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto

FACEBOOK