Rádio Conexão Católica

DOM GORGÔNIO REALIZA DEDICAÇÃO DE NOVA PARÓQUIA DE ITAPETININGA

Marcados com o sinal da cruz e ungidos na fronte, os fieis rezavam repetidamente “Vós sois a Igreja!” ao entrar na Paróquia Nossa Senhora Aparecida para celebrar a Missa de Dedicação do templo no último domingo, dia 11 de outubro. O animador explicou, então, que com a dedicação celebra-se a consagração da Igreja que passa a ser “Casa de Deus, Casa de Oração”. Ao terminar a procissão de entrada, o Bispo Diocesano, Dom Gorgônio, abençoou a água – símbolo de purificação e do nosso Batismo – e aspergiu o altar, o templo e as paredes e o povo de Deus.

IMG_6622Para iniciar a Liturgia da Palavra, os leitores e o salmista entronizaram a Palavra de Deus, revestindo e ornamentando o ambão. Com uma liturgia própria para celebração da Dedicação, Dom Gorgônio em sua homilia, explicou tanto as leituras bíblicas quanto o sentido do rito de dedicação. Após a profissão de fé, toda a assembleia entoou a Ladainha de todos os Santos, “para que este lugar, que vai ser dedicado ao vosso Nome, se torne casa de salvação e de graças”, como suplicou o Bispo em sua prece.

IMG_6652Na sequência, foram depositadas em um nicho na frente do altar, as relíquias dos santos brasileiros: Santa Paulina, São Frei Galvão e São José de Anchieta. Feito isto, Dom Gorgônio fez a prece da Dedicação, rogando a Deus inundar a Igreja e o altar com santidade celeste, lugar santo e mesa preparada para o sacrifício de Cristo, onde os delitos sejam sepultados para que os filhos do Pai renasçam para a vida eterna, local também aonde os pobres encontrem a misericórdia e, os oprimidos alcancem a verdadeira liberdade e dignidade de serem filhos de Deus até que cheguem à Jerusalém celeste.

IMG_6689Em seguida, o Bispo ungiu o altar e suas cinco cruzes, além das outras doze cruzes dispostas nas paredes do templo. Em um braseiro sobre o altar, ele queimou incenso para que “suba nossa oração, qual incenso diante de Vossa face, assim como essa Casa suavemente perfumada, também vossa Igreja faça sentir a fragrância de Cristo”. Com a queima do incenso fez-se memória ao sacrifício de Cristo e a incensação do espaço recordou ser esta uma casa de oração. Dessa forma, foram acolhidas então, as toalhas, castiçais de velas e arranjos florais para a ornamentação do templo e das cruzes.

 

IMG_6740Para acender as velas, o Pároco Pe. André Luiz Garcia, entrou com o Círio Pascal aceso, que simboliza o próprio Cristo, “verdadeira luz que dissipa as trevas para iluminar os corações”. Ao acender as luzes da Igreja, iniciou-se a liturgia Eucarística. Após a comunhão, Dom Gorgônio juntamente com Pe. André descerrou a placa sob aplausos. Na placa, leu-se a seguinte inscrição: “Esta Igreja foi construída para vós, mas vós sois a Igreja, a morada predileta do Criador”.

IMG_6816

Foto: Diocese de Itapetininga/William Furtado