Rádio Conexão Católica

Dom Gorgônio receberá título de cidadão Capelense

Em homenagem aos trabalhos religiosos e sociais realizados na cidade de Capela do Alto, através do Bispo da Diocese de Itapetininga, Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, a Câmara de Vereadores da cidade,  concederá ao Bispo o Título de Cidadão Capelense. A iniciativa partiu dos  vereadores Aluísio Roque de Oliveira e Sulevan Aparecido Cruz Silva, na qual foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares em sessão ordinária ocorrida no dia 14 de abril.  A data da solenidade de entrega ainda não está definida.

Na tarde desta segunda-feira (19), Dom Gorgônio recebeu na Cúria Diocesana, os vereadores Rodrigo Soares, juntamente com os autores do projeto aprovado, para comunicar ao Bispo a honraria.


Dom Gorgõnio Alves da Encarnação Neto

Nasceu aos 17 de setembro de 1949, no bairro de Caieira, em Fartura (SP). Filho de Januário da Encarnação (in memorian) e Maria Conceição Nóbrega da Encarnação, foi batizado na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Fartura (SP), no dia 1º de outubro de 1949 pelo Pe. Quintilhano Rosa. Na mesma igreja recebeu o sacramento da Crisma no dia 5 de agosto de 1951 e o sacramento da Eucaristia no dia 2 de julho de 1957. De 1957 a 1961 frequentou a Escola Estadual de primeiro grau “Coronel Marcos Ribeiro”.

Concluído o curso primeiro, em 1961, foi admitido como membro da primeira turma de seminaristas menores do Seminário São Pio X, dos Padres Teatinos do Brasil. Neste mesmo seminário concluiu o segundo grau e, em seguida, foi admitido ao noviciado. Cursou a Faculdade de Filosofia no Mosteiro de São Bento, em São Paulo, de 1968 a 1970. Fez Teologia no Instituto Teológico de São Paulo (ITESP) no período de 1971 a 1974. Ao mesmo tempo fez especialização em Pedagogia na Universidade de Mogi das Cruzes (SP). Foi ordenado Diácono aos 7 de agosto de 1974 por Dom Paulo Rolim Loureiro, na Paróquia São Geraldo, em Guarulhos (SP). O mesmo bispo o ordenou Presbítero no dia 22 de dezembro de 1974, na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Fartura (SP).

Por mais de 21 anos foi pároco da Paróquia Nossa Senhora das Dores em sua cidade natal, onde permaneceu até sua nomeação como primeiro Bispo Diocesano de Itapetininga (SP), em 15 de abril de 1998. Dom José Lambert (in memorian), Arcebispo Metropolitano de Sorocaba, conferiu-lhe a ordem episcopal na Catedral Nossa Senhora dos Prazeres aos 19 de julho do mesmo ano, quando também tomou posse de seu novo ofício.