Em Capela do Alto, Jaime e Natanael são ordenados Diáconos Permanentes

Na noite de ontem (18), a Paróquia São Francisco de Assis, em Capela do Alto, viveu um momento muito significativo. Dom Gorgônio ordenou dois novos Diáconos Permanentes para auxiliar no serviço pastoral e na evangelização naquela comunidade paroquial. Os diáconos recém-ordenados Jaime Leonardo Aparecido Teles de Miranda e Natanael Machado de Oliveira exercerão o diaconato na Paróquia e suas comunidades.

Pe. Luiz Antonio (Paranapanema), diácono Natanael, Dom Gorgônio, diácono Jaime e Pe. Carlos Eduardo

A celebração teve início com a acolhida da capela de Nossa Senhora Mãe, Rainha e Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Todo dia 18 de cada mês, a Paróquia renova a aliança de amor com a Mãe Rainha, que a pedido do pároco anterior, Pe. Francisco José Lemes Gonçalves (hoje, Pároco da Paróquia Santa Cruz de Cesário Lange-SP), foi intitulada pelo Movimento de Schoenstatt como “Mãe da cidade de Capela do Alto”.

Na homilia, partindo da primeira leitura, no livro dos Atos dos Apóstolos, que narra a instituição do ministério diaconal, Dom Gorgônio salientou que os diáconos foram instituídos para o serviço da caridade, e que muitos diáconos também tiveram grande êxito na evangelização. Destacou os exemplos de Santo Estevão, diácono e primeiro mártir da Igreja, e de São Lourenço, padroeiro dos diáconos e também mártir.

Para o bispo, a missão do Diácono pode ser exercida de várias maneiras, sendo ele o colaborador e o braço direito do Padre na Paróquia. Ressaltou, ainda, que o diácono tem outros compromissos, sendo o primeiro deles a família, onde deve ser exemplo de pai e esposo e, no trabalho cotidiano. Para isso, abordando a segunda leitura, extraída da primeira carta de São Paulo a Timóteo, disse que o diácono deve ser uma pessoa que viva os valores cristãos, sendo um exemplo de vida por seu testemunho, uma pessoa que se alimenta da Palavra de Deus e um homem de oração.

Dom Gorgônio diz a oração consagratória

Terminada a homilia, teve início o rito de ordenação, com a eleição dos candidatos e o posterior compromisso público de consagrarem-se ao serviço da Igreja, de exercer o ministério com caridade e humildade para auxílio da ordem sacerdotal e bem do povo cristão, de guardar a fé em consciência pura, de proclamar o Evangelho, por palavras e obras, de guardar e aumentar o espírito de oração, de celebrar a liturgia das horas, juntamente com o povo e por ele e, de imitar na vida o exemplo de Cristo. Em seguida, prostrados diante do altar, toda a Assembleia entoou a Ladainha de todos os Santos.

A seguir, o bispo impôs as mãos sobre os ordenandos e proferiu a oração consagratória. Os novos diáconos foram revestidos com a estola diaconal e a dalmática e, receberam, por fim, o livro dos Evangelhos.

Ao fim da celebração, o Pároco Pe. Carlos Eduardo de Oliveira agradeceu ao bispo pela ordenação dos novos diáconos, Jaime e Natanael, os quais receberam presentes da comunidade.

Texto: Escola Diaconal Santo Estevão
Fotos: Escola Diaconal Santo Estevão/Rogério Teles