Esclarecimentos sobre as instalações da Creche São José

Diante de alguns comentários nas redes sociais a Diocese de Itapetininga vem esclarecer a atual situação do prédio utilizado pela Prefeitura de Itapetininga como unidade escolar intitulada “Creche São José”.

Localizado no centro de Itapetininga (SP), o prédio administrado pela Catedral Nossa Senhora dos Prazeres, registrado em nome desta diocese, vem sendo utilizado pela municipalidade desde agosto de 2015, conforme o Pároco Pe. Reinaldo Machado Ramos, sem qualquer remuneração pela locação. Devido a esta situação irregular, o padre protocolou pedido de regularização de aluguel por parte da Prefeitura, uma vez que, esta se manifestou contrária à compra do imóvel. “Embora o documento preveja a desocupação do imóvel em 30 dias – caso não haja interesse em regularizar, – nós não temos e nem nunca tivemos a intenção de “despejar” a unidade escolar. Nosso desejo é que a Prefeitura regularize esta situação, tão somente”, esclarece o Pe. Reinaldo.

Em uma nota enviada pela municipalidade nesta quarta-feira (07/06) à esta Assessoria, a Prefeitura reforçou que está regularizando o aluguel do imóvel junto à Diocese de Itapetininga. “Desde o início do ano, a direção da Catedral avisou que seria cobrado aluguel do prédio onde funciona a creche São José. A Secretaria de Educação de Itapetininga teve uma reunião para discutir o assunto. Como o prédio pertence a Diocese e não a Catedral, a Prefeitura espera a documentação para assinar o contrato e permanecer no mesmo imóvel. Com isso, garantimos as aulas das crianças no prédio, com os mesmos professores e equipe de apoio. Não causando nenhum transtorno à educação”, informa.

O padre explica ainda que, a área desocupada pela Creche no início do ano era um espaço da Igreja, o Centro Catequético e que, tão somente pediu o espaço, não interferindo no uso da creche. Espaço este onde, atualmente, se encontra uma outra unidade escolar gerenciada por uma Associação de Pais.