IGREJA BOLIVIANA RECRUTA 30 MIL VOLUNTÁRIOS PARA O PAPA

A visita do Papa Francisco à Bolívia, em julho, vai precisar da ajuda de 30 mil voluntários locais em diferentes tarefas, desde a organização à assistência de saúde: a informação é do encarregado da Comunicação da Conferência Episcopal de Bolívia (CEB), José Rivera.

Segundo cálculos da Igreja boliviana, serão necessários 10 mil voluntários nas cidades de El Alto e La Paz, aonde chegará o Pontífice procedente do Equador, e outros 20 mil na cidade de Santa Cruz, na qual terá lugar a maior parte da programação do Papa – indicou o porta-voz da CEB, completando que a missa terá uma participação maciça de fieis.

Atividades

As atividades que os voluntários vão desempenhar se dividem nas áreas de logística e organização, segurança, apoio, saúde e comunicação.

Rivera explicou que os voluntários poderão se registrar seja na pastoral juvenil das cidades em que o Papa irá, seja através da página que a CEB criou para centralizar as informações sobre a visita.

O Pontífice estará na Bolívia de 8 a 10 de julho, no contexto da viagem latino-americana que também o levará ao Equador e Paraguai.

Segundo a agenda adiantada pela Santa Sé, Francisco chegará ao país procedente do Equador à cidade de El Alto, situada a 4.000 metros sobre o nível do mar, e permanecerá algumas horas na vizinha La Paz antes de se deslocar para Santa Cruz de la Sierra.