Igreja São Miguel Arcanjo começa tríduo preparatório nesta quarta (29)

Às vésperas da Missa de Instalação de Basílica de São Miguel Arcanjo, a Paróquia realiza um tríduo nos dias 29, 30 e 31 de agosto, em preparação para a Missa Solene. Em cada dia do tríduo será apresentado um elemento importante que caracteriza a igreja como sendo uma Basílica, explica o Pároco e Reitor Pe. Márcio Giordanny Costa de Almeida. As missas do tríduo tem início às 19h30 todas as noites.

Nesta quarta-feira (29/08) Pe. Rogério José Pereira, pároco da Paróquia Divino Espírito Santo, preside a celebração votiva a São Miguel Arcanjo, apresentando a Deus todos os devotos do Arcanjo. Ele apresentará aos fieis o significado da Virga Rubra. Na quinta (30/08) Pe. Reinaldo Machado Ramos, ex-pároco do Santuário e atual da Catedral Nossa Senhora dos Prazeres, em Itapetininga (SP), faz memória a todos os párocos e fieis que contribuíram para que o Santuário se tornasse o que é hoje e que precederam ao título de Basílica. Ele apresentará o Tintinabulo como uma das peças da Basílica.

E no dia 31 (sexta-feira), o padre camiliano Luís Armando – natural de São Miguel Arcanjo e, atualmente, residente em Valência, na Espanha – preside a celebração. Padre Márcio conta que Pe. Luís Armando teve papel importante na obtenção do título junto ao Vaticano, com orientações, seu apoio e indicando os caminhos para organizar o reconhecimento como Basílica. A missa tem como intenção as comunidades da Paróquia e o envio das sete imagens do Arcanjo que percorrerão cada comunidade no período que antecede a Novena do padroeiro. Ele apresentará o significado da Umbella Papal.

A Missa de Instalação do título de Basílica é neste sábado (1º/09) às 15h e será presidida por Dom Gorgônio. O título papal foi proferido no último dia 25 de maio pelo Cardeal Robert Sarah, prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina Sacramental, o qual assinou o decreto de concessão do título de Basílica Menor à Igreja Santuário de São Miguel Arcanjo. O título de Basílica é conferido pelo Papa Francisco e sinaliza, nas várias localidades, a presença do Santo Padre e a união do Povo de Deus com ele, uma extensão do Vaticano.

Foto: Arquivo/Diocese de Itapetininga