Rádio Conexão Católica

Lombardi: com a reforma, a Rádio Vaticano como tal desaparece

“A Rádio Vaticano foi confiada há 85 anos pelo Papa à Companhia de Jesus para a sua condução. Neste processo de reforma em andamento, a Rádio Vaticano como tal desaparece, não existe mais, com a sua individual e precisa identidade institucional”.

Palavras do Padre Federico Lombardi SJ, ex-Diretor da Rádio Vaticana e da Sala de Imprensa da Santa Sé, durante a coletiva de imprensa realizada esta terça-feira, para apresentar a 36ª Congregação Geral que elegerá o novo Superior Geral dos Jesuítas.

Respondendo às perguntas dos jornalistas, Lombardi fez referências à reforma que levou à instituição da Secretaria para as Comunicações, da qual, nos dias passados, foi divulgado o estatuto e comentou: “Muda a situação, e muito profundamente”.

“Penso que o novo Geral – hipotizou – falará com o Papa e sentirá se o Papa quer dizer algo de específico ou se a missão terminou com a mudança desta situação”.

A Rádio Vaticano, portanto, “é um assunto do qual o novo Geral se ocupará, em diálogo com o Papa, para entender quais são os seus desejos nesta situação”.

“Não existem decisões a serem tomadas por parte da Congregação – precisou – depende do novo governo tratar com a Santa Sé sobre as missões que a Santa Sé requer”.