Mais de 25 mil peregrinos em Lourdes para a festa da Assunção

Vinte e cinco mil peregrinos católicos participaram terça-feira (15/08) em Lourdes da tradicional peregrinação da Assunção, sob fortes medidas de segurança.

O famoso santuário no sudoeste da França é um dos principais locais de peregrinação católica do mundo, recebendo anualmente mais de quatro milhões de visitantes.

Apesar da chuva, milhares de fieis reuniram-se no vasto gramado ao lado da Basílica e da Gruta para a tradicional Missa celebrada em vários idiomas, do chinês ao inglês, do espanhol ao árabe.

Dirigindo-se a uma multidão heterogênea que incluída leigos – muitos em cadeiras de rodas – sacerdotes, bispos, Dom Nicolas Brouwet, Bispo de Tarbes e Lourdes, convidou os fieis a “aceitarem ficar em silêncio para deixar Deus falar.”

Segurança

Trezentos membros das forças de segurança foram mobilizados para garantir a tranquilidade da peregrinação, 200 a menos em relação ao ano anterior.

Em 2016, um dispositivo especial foi montado após o assassinato do Padre Jacques Hamel em 26 de julho, durante a missa em sua igreja, perto de Rouen, e logo após o ataque de 14 de julho no Parkway inglês, que deixou 86 mortos e mais de 400 feridos.

A fim de controlar o fluxo de peregrinos, as portas de entrada para o santuário foram reduzidas de doze para três, e portões de segurança foram instalados.

Nível de ameaça elevado

O tráfego foi proibido perto do santuário na maior parte do dia e bloqueios foram instalados para impedir ataques com automóveis ou caminhões, como aconteceu em Nice, Berlim, Londres e Estocolmo.

“Continuamos com um nível de ameaça elevado em todo o território nacional. Mesmo Lourdes não sendo um alvo em particular, decidimos levar em consideração alguma provável ameaça contra o santuário”, disse Béatrice Lagarde, representante do Estado no departamento.

Desde a sua criação em 1873, a maior peregrinação católica celebra a ascensão de Maria ao Céu.

A Missa da Assunção foi celebrada na parte da manhã, seguida no início da tarde pela oração pela França e pelo mundo na Gruta de Massabielle, onde, em 1858, a Virgem apareceu a Bernadette Soubirous.