Rádio Conexão Católica

MENSAGEM DE DOM GORGÔNIO AOS CRISTÃOS LEIGOS

Neste domingo, dia 22, celebramos a festa de Cristo Rei do universo, que veio para manifestar o amor de Deus, não veio para dominar, para impor à força seu domínio, mas veio manifestar o amor, veio para servir e dar a vida. Amou-nos até o fim, deu a vida por nós. NEle o amor venceu a maldade, a Vida triunfou sobre a morte. Cristo Ressuscitado está junto de Deus, glorioso, mas também está presente em nossa vida. Pelo Espírito Santo habita em nós, e acolhendo Jesus, vamos segui-lo no caminho do amor, acolhendo a Sua palavra para que Ele reine em nós. Deste modo, nós, como todos os batizados, assumimos a vida e a missão de Jesus. Ele continua em nós, Ele reina na nossa vida.

Nós devemos testemunhar seu amor e sua presença no meio de nós, por isso, também celebramos neste dia 22, o dia dos Cristãos Leigos e Leigas. Presentes na realidade do mundo, mergulhados na família, no trabalho, na sociedade. A primeira missão do cristão leigo/leiga é no mundo, onde vai imprimir as marcas de Cristo, o amor de Deus, promovendo o bem, a justiça e a paz. E, nós, queremos dar todo apoio aos cristãos leigos, que no batismo foram consagrados, assumiram a vida de Cristo, para que sejam um sinal da presença de Cristo no mundo. Testemunhem Seu amor, Sua bondade, Sua misericórdia na solidariedade, na busca do bem comum, na promoção da justiça e da paz, na defesa da vida e da dignidade humana. Queremos contar com os cristãos leigos!

No Evangelho, Jesus usa três palavras, três comparações do cristão leigo (a) no mundo: o primeiro, “Sal da Terra”. Ele [o cristão] deve ser essa presença significativa que não deixa corromper, que dá o sabor da vida. É uma presença humilde, mas que é significativa. Outra imagem que Cristo usa é a luz. O Cristão é a luz do mundo. E tem que ser uma presença iluminadora, que testemunha a presença de Cristo e que, aponte para Deus. Não uma lâmpada apagada, escondida, mas uma lâmpada realmente que, apresente o testemunho de Cristo na verdade, no amor de Deus. Outra comparação de Jesus no Evangelho é o fermento da massa. O cristão deve ser esse fermento dentro da sociedade, esta pequena parcela que transforma toda massa, que faz crescer essa realidade iluminada, guiada pela presença de Cristo. Então que o Cristão seja essa presença significativa na sociedade.

Queremos cristãos atuantes na sociedade, que sejam esposos e esposas, pais e mães de famílias exemplares, formando famílias solidamente alicerçadas na fé do amor e dos valores do Evangelho. Cristãos dentro do mundo do trabalho, seja como empresário com honestidade, justiça, que respeite as pessoas; seja como trabalhador honesto e dedicado, empenhado, que viva esta comunhão fraterna, o respeito às pessoas, que saibam trabalhar em equipe na harmonia e na paz. Cristãos atuantes no mundo da Política. E como nós precisamos! Cristãos que sejam verdadeiramente cristãos de defesa dos valores, que não se deixem levar pelo interesse de grupos ou pelo interesse próprio, nem se deixem levar pela corrupção, pela desonestidade. Isso não é ser cristão!

Que o cristão seja realmente essa presença dos valores do Evangelho dentro da realidade do mundo da Política, da Economia, da Educação, da área da Saúde, servindo e promovendo o bem na área da Comunicação, enfim, em todos os segmentos da sociedade queremos cristãos transformadores, construtores da paz. Deus fortaleça os nossos cristãos e que a hierarquia possa também atuar, incentivar e formar cristãos atuantes no mundo, evangelizadores em todos os ambientes, testemunhas de Cristo nas várias realidades da Vida.

Que Deus abençoe a todos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

 

Dom Gorgônio A. da Encarnação Neto

Bispo da Diocese de Itapetininga

Foto: Arquivo/Diocese de Itapetininga/William Furtado