Rádio Conexão Católica

MENSAGEM DE DOM GORGÔNIO PARA DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES SACERDOTAIS

No próximo domingo, dia 17, a Igreja celebra o Dia Mundial de oração pelas vocações presbiterais e religiosas. O 4º domingo da Páscoa é também chamado Domingo do Bom Pastor. Por ocasião desta data, Dom Gorgônio, pediu as orações dos fieis para que Deus suscite mais vocações, a fim de fazer chegar mais longe o Evangelho.

Parafraseando Santa Bakhita, o Bispo afirmou que “devemos florir onde Deus nos colocar” e incentivou também aos cristãos leigos a serem mais atuantes na Diocese, em suas comunidades e Paróquias. “Aquele que dá a vida por suas ovelhas, conta com pessoas que se disponham a assumir esta mesma missão do Cristo, Bom Pastor”, reforçou.

Leia na íntegra a mensagem abaixo:

MENSAGEM PARA O DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES SACERDOTAIS

Neste 4º Domingo da Páscoa, também é chamado Domingo do Bom Pastor, porque é o Dia Mundial de oração pelas vocações sacerdotais, de maneira especial. Queremos neste domingo em que o Evangelho nos apresenta a figura de Cristo, Bom Pastor –, que dá a vida por suas ovelhas –, rezar por todas as vocações. Para que Deus suscite vocações sacerdotais e religiosas, missionárias, de leigos e leigas atuantes em nossa comunidade, em nossas Paróquias e em nossa Diocese. Jesus Cristo que veio para que todos tenham vida, o Bom Pastor que dá a vida por suas ovelhas, conta com pessoas que se disponham a assumir esta mesma missão do Cristo, Bom Pastor.

Nós precisamos de muitas vocações sacerdotais para a evangelização do mundo, dos povos de todas as nações. Precisamos de vocações que se disponham a essa dimensão missionária para ir também as regiões mais difíceis. Não só na Amazônia, Centro-Oeste, Nordeste do Brasil, mas também, à África, Ásia, [precisamos] enviar missionários para outros países. Seria, realmente, uma benção. Nós precisamos de pessoas que tenham esse espírito de amor-doação de vida lá onde Deus contar conosco.

Como dizia Santa Bakhita, “devo florir onde Deus me colocar”. Que a gente possa viver esse espírito missionário e que Deus abençoe todos aqueles que se colocam com disponibilidade, abnegação e entrega nesse trabalho de evangelização em regiões difíceis que são verdadeiros missionários. Como o Brasil foi fruto das missões, muitos vieram da Europa para cá para nos evangelizar, para plantar aqui a semente do Evangelho. Agora é também a vez do nosso país enviar evangelizadores missionários para outras regiões.

A Amazônia clama por mais missionários naquela realidade. Mas também nós temos essa realidade das grandes cidades que são, muitas vezes, carentes de uma evangelização mais intensa no meio do nosso povo. Vamos evangelizar, vamos assumir a nossa missão evangelizadora!

Que Deus suscite muitas vocações sacerdotais, religiosas, missionárias e que nós possamos também cumprir nossa missão com espírito de alegria, doação, entrega, amor e serviço. O próprio Jesus falou <<Eu vim para servir e não, para ser servido. Assim como eu fiz vocês devem fazer também, lavai os pés uns dos outros>>. Que nós possamos ser, acima de tudo, servidores do povo de Deus. Amém!”.

Itapetininga (SP), 15 de abril de 2016

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, CR

Bispo diocesano de Itapetininga

Foto: Arquivo/Diocese de Itapetininga/William Furtado