Rádio Conexão Católica

MENSAGEM DO PAPA PARA A MARCHA PELA VIDA EM PORTUGAL

É necessário “um renovado compromisso pela promoção dos verdadeiros valores humanos, morais e espirituais” na defesa da pessoa e da família. É o que defende o Papa Francisco em uma mensagem assinada pelo Substituto para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado, Arcebispo Angelo Becciu, enviada aos organizadores da “Marcha pela Vida”, que terá lugar no próximo sábado, 14, em Portugal.

Respeitar os direitos da pessoa, da concepção à morte

No documento, o Pontífice sublinha a importância de “inspirar os indivíduos, as famílias e a sociedade portuguesa a buscarem o bem comum, radicado na harmonia, na justiça e no respeito dos direitos da pessoa humana, da concepção até a morte natural”. O Papa Francisco recorda então, a Exortação Apostólica Amoris Laetitia sobre o amor na família”, ou seja: «Um olhar atento à vida cotidiana dos homens e das mulheres de hoje demonstra imediatamente a necessidade que há, em toda a parte, de uma vigorosa injeção de espírito familiar. (…) Não só a organização da vida comum encalha cada vez mais em uma burocracia totalmente alheia aos vínculos humanos fundamentais, mas até o costume social e político mostra frequentemente sinais de degradação” (n. 183).

Iniciativa chega à sexta edição

Organizada pela Federação portuguesa para a vida, a Marcha chega à sua sexta edição e se realizará sobretudo em Lisboa, a partir das 15 horas. O tema deste ano é “Caminhemos sempre pela vida”. A iniciativa assume também um valor particular, dado o debate em andamento no país, sobre a possibilidade ou não de legalizar a eutanásia. Os promotores esperam que a iniciativa seja “um claro testemunho público pela defesa da vida em todas as fases de seu desenvolvimento”.