CNBB abre Semana Nacional da Vida, com sinal da alegria

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, abre nesta sexta-feira, 1º de outubro, a Semana Nacional da Vida. Para a data, as comunidades e paróquias de todo o país são motivadas a manifestar um sinal de alegria pelo dom da vida.

Neste ano, a Semana da Vida tem como tema “Família Santuário da Vida”, resgatando as reflexões da carta encíclica de São João Paulo II Evangelium Vitae. As celebrações ocorrem de 1º a 7 de outubro e terminam com o Dia do Nascituro, no dia 8 de outubro, com apoio do subsídio Hora da Vida, preparado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar.

Além das atividades já previstas em cada arqui/diocese, paróquia ou comunidade, conforme suas programações da Semana Nacional da Vida, a comissão propôs duas ações públicas que possam acontecer em todo Brasil no mesmo dia e horário, dando a força de mobilização em prol da vida

desde a concepção até seu fim natural. Os sinais da Alegria, para o dia 1º, e da Esperança, para o dia 8.

Sinal da Alegria

No dia 01 de outubro, abertura da Semana Nacional da Vida, a proposta é fazer ressoar os sinos de todas as Igrejas no Brasil, sempre às 12h, 15h e 18h, acompanhado da ‘Oração do Nascituro’, simbolizando assim, de acordo com a Comissão, “a alegria em celebrarmos e valorizarmos a vida”.

Semana Nacional da Vida Sinal da Alegria - tocar os sinos
Para o dia 1º de outubro, abertura da Semana Nacional da Vida, o convite é tocar os sinos

Família Santuário da Vida

O Bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, dom Ricardo Hoepers, afirma que a Igreja no Brasil tem buscado estreitar o vínculo entre família e vida. “São as duas grandes realidades e preciosidades que nós temos na Igreja: família igreja doméstica, comunidade de comunidades, lugar de fazer o bem com a toda a sociedade; e a vida que deve ser promovida, defendida e cuidada desde a concepção até o seu fim natural”.

A motivação é que esta seja uma semana “em que nossa voz ecoe pelo mundo inteiro dizendo que a vida vale a pena, é dom de Deus e, na família, santuário dessa vida, onde ela cresce, se desenvolve, onde é cuidada, queremos mostrar que é possível acolher, amar com ternura, com generosidade todos aqueles que estão vulnerabilizados, esquecidos, excluídos, porque a vida é também essa partilha de solidariedade e de amor para com todos”.

No Regional Sul 1, serão realizadas atividades diocesanas e também regionais. A Diocese de Presidente Prudente (SP), com apoio da Comissão Regional de Defesa da Vida, promove, de 1º a 9 de outubro, em parceria com diversos organismos da Igreja, um evento com a participação de palestrantes internacionais de dez países e vários bispos. O evento será transmitido on-line pela página da diocese no Facebook e pelo canal do YouTube, com tradução simultânea entre Inglês e Português, além de libras.

Serão debatidos temas relacionados ao aborto, eutanásia, suicídio assistido, células troncos, pena de morte, contracepção, vacina contra Covid-19, entre outros com participantes dos EUA, da Índia, da Holanda, das Filipinas, da Inglaterra, da Polônia, do Canadá, do Equador e do Quênia.

No domingo, 3 de outubro, o arcebispo de São Paulo (SP), cardeal Odilo Pedro Scherer, preside a missa de encerramento da Marcha pela Vida, na Catedral da Sé. O evento volta acontecer presencialmente este ano, com início a partir das 9h no Pátio do Colégio, com término às 11h, na Praça da Sé. A mobilização ocorre contra a legalização do aborto e em favor de leis que protejam as duas vidas: a do nascituro e a da gestante.

A Semana Nacional da Vida também recebeu apoio da TV Canção Nova na preparação de um spot de divulgação:

Fonte: CNBB