NÊTA BUENO, FUNDADORA DAS “BOAZINHAS” PARTICIPA DE REUNIÃO COM PADRES DE ITAPETININGA

Nesta última quinta-feira, 23, os Padres da cidade de Itapetininga, reunidos com o Bispo Dom Gorgônio na Paróquia São Paulo Apóstolo, receberam a visita da Srª. Nêta Bueno, fundadora de um grupo de mulheres da sociedade, denominadas “Boazinhas”, que exercem um trabalho de cunho social auxiliando os mais pobres em suas necessidades, quer sejam roupas, alimentos, remédios ou objetos hospitalares como cama, cadeiras de roda e banho, colchões, muletas, etc… Não aceitam dinheiro e não doam dinheiro, apenas recebem doações materiais e repassam para os mais necessitados.

Nêta foi convidada pelos Padres para expor este trabalho carregado de testemunho cristão, que é o amor e o cuidado com os mais pobres e aqueles que sofrem. As Paróquias de Itapetininga, desejam ajudar neste trabalho, como forma de retribuir às tantas ajudas que as “Boazinhas” fazem às pessoas que procuram nossas Igrejas e são encaminhadas a elas, que prontamente ajudam e resolvem a situação.

20150723_110053

Fundada há exatamente 15 anos, no dia 25 de julho de 2.000, hoje são mais de 500 “boazinhas”, que 10 anos mais tarde, também passou a serem ajudadas por seus maridos, com a fundação dos “Bonzinhos”, pelo esposo da Srª. Nêta Bueno, Dr. João Calil, hoje Diácono de nossa Igreja.

Nesta reunião, ficou decidido que as Paróquias irão ajudar na campanha de arrecadação de lacres de alumínio das latinhas de refrigerantes e cerveja, que juntando 120 garrafas pet de 2 litros, cheias de lacres, são trocadas por cadeiras de roda. Também os Padres irão ajudar nas divulgações de todas as campanhas que as “boazinhas” forem fazer.

Os Padres todos, ficaram edificados com o testemunho deste grupo de homens e mulheres, especialmente da Srª. Nêta Bueno, que despretensiosamente, sem medir esforços,  ajudam a aliviam os sofrimentos de tantos irmãos, muitas vezes abandonados pelas forças politicas, mas que amparados por Deus que não abandona seus filhos, encontram anjos, como as “Boazinhas e os Bonzinhos” que os socorrem em suas necessidades.

Que Deus abençoe abundantemente este trabalho e as pessoas que dela fazem parte.