Rádio Conexão Católica

OS QUATRO ITINERÁRIOS DE FÉ A SEREM PERCORRIDOS NO JUBILEU

Igrejas, praças, pequenas vielas, fontes. Inspirada nos antigos trajetos percorridos por séculos por peregrinos que vinham à Cidade Eterna, a Prefeitura de Roma apresentou na quarta-feira (5), junto com a Obra Romana de Peregrinações, quatro itinerários a serem percorridos à pé que se propõem a oferecer aos fieis que chegarão ao Vaticano por ocasião do Ano Santo da Misericórdia, uma experiência religiosa e cultural.

Inspiração no Papa Francisco

A iniciativa foi inspirada nas palavras do Papa Francisco que desejou,  por ocasião do Ano Jubilar, “que os peregrinos chegassem aos locais de culto, incluindo as catacumbas, como uma verdadeira peregrinação, portanto, como parte do caminho feito à pé”.

Todos os quatro itinerários levarão ao Vaticano. Neste sentido, durante todo o Ano Santo, será organizada uma faixa para pedestres extra na Via da Conciliação, que poderá ser removida quando da realização de grandes eventos. Permanecerão no entanto, restrita somente aos pedestres, a Praça do Relógio, Praça Santo Agostinho e Praça São Salvador em Lauro.

Os itinerários

Os quatro itinerários a serem percorridos à pé evitarão as grandes ruas e praças como a Via Cavour, Campo di Fiori, Corso Vittorio, dando preferência aos percursos feitos por antigos peregrinos. O ponto de chegada será sempre São Pedro. O Primeiro e segundo percurso (o ‘Caminho Papal’) partem da Basílica de São João de Latrão, passando pelo Coliseu e chegando ao Vaticano com duas variantes: Via dei Banchi Nuovi e Via dei Coronari. O terceiro itinerário (o ‘Caminho do peregrino’) parte também da Basílica de São João de Latrão, mas passa pela Via de San Paolo ala Regola. O quarto itinerário (o ‘Caminho mariano’) parte da Basílica Santa Maria Maior, passando pela Via Urbana, Foros Imperiais e Cárcere Mamertino.

Igrejas da tradição jubilar

Ao longo dos quatro percursos poderão ser visitadas Igrejas ligadas à tradição jubilar como São João dos Florentinos, Santo Espírito em Sassia, São Salvador em Lauro, Santa Maria Vallicella e Santíssima Trindade dos Peregrinos. Os quatro caminhos de fé serão enviados a todas as dioceses do mundo pela Santa Sé. A Prefeitura e a Obra Romana de Peregrinações trabalham em outros percursos que englobem a Basílica de São Paulo fora-dos-muros.

Bicicletas

Ao longo dos quatro itinerários estabelecidos, abertos também para as bicicletas, os peregrinos encontrarão calçadas mais espaçosas, faixas de segurança, novos e mais agradáveis mobiliários urbanos e nenhuma barreira arquitetônica. Tudo isto, graças a um investimento de 800 mil euros por parte da Prefeitura da capital italiana, vindos do Pacto de estabilidade. As obras serão todas licitadas e os vencedores deverão trabalhar dia e noite, sete dias por semana, para deixar tudo pronto até a abertura do Ano Santo em 8 de dezembro. Os itinerários serão totalmente sinalizados com placas e sinais indicativos.

Transporte público

Os peregrinos que preferirem não caminhar são incentivados a usar os meios de transporte público, como metrô, trem e ônibus de linha, evitando a entrada na cidade com ônibus turísticos.