Papa Francisco retorna a Roma

O avião da Alitalia transportando o Papa Francisco deixou o aeroporto de Genebra às 19h55, na conclusão de um longo dia dedicado ao ecumenismo, aterrissando a Roma às 21h10, hora local. No Aeroporto Internacional de Genebra teve lugar a cerimônia de despedida, com a presença do presidente da Confederação Suíça, Alain Berset, da Conselheira Federal, Doris Leuthard, e do embaixador junto à Santa Sé, Fux Pierre-Yves.

Deixando a Suíça, o Papa enviou ao Presidente da Confederação um telegrama de saudação no qual ele expressou “profunda gratidão” pela “hospitalidade”, assegurando suas orações e invocando sobre toda a nação a benção de Deus.

Antes de retornar ao Vaticano, o Papa Francisco – como é costume na conclusão de uma sua viagem apostólica – foi à Basílica de Santa Maria Maior para agradecer à Virgem pelo êxito de sua peregrinação. Um gesto que havia feito ontem, na véspera da viagem.

Ecumenismo caminha segundo o Espírito

Esta foi a 23ª viagem apostólica de Francisco. Entre os momento salientes da visita, o encontro ecumênico e a Santa Missa celebrada no Palexpo de Genebra. Durante o voo que o levou a Genebra, em conversa com os jornalistas, definira a viagem uma peregrinação ecumênica: “uma viagem em direção à unidade, com desejos de unidade”.

Fonte: Vatican News