PAPA NA AUDIÊNCIA: NÃO AO TRÁFICO DE ARMAS E À LOUCURA DA DESTRUIÇÃO

Ao final da audiência geral desta quarta-feira (2), na Praça São Pedro, Papa Francisco fez um apelo pela paz no mundo e pelos povos que sofrem as dramáticas consequências dos conflitos que ainda ensanguentam o planeta. Repetindo a exortação “nunca mais a guerra”, lembrou o final da II Guerra Mundial que, nestes dias, está sendo celebrado também no Extremo Oriente. Francisco, no improviso, fez perceber como ainda hoje os povos “experimentam” os horrores dessas tragédias.

“Renovo a minha fervorosa oração ao Senhor de todos, para que, por intercessão da Virgem Maria, o mundo de hoje não experimente mais os horrores e assustadores sofrimentos de tragédias semelhantes. Esse é também o permanente desejo dos povos, em particular daqueles que são vítimas dos vários conflitos ensanguentados que estão acontecendo, das minorias e dos cristãos perseguidos”.

Papa Francisco, então, voltou a denunciar:

“A loucura da destruição e, também, daqueles que fabricam e fazem tráfico de armas, armas ensanguentadas, armas banhadas no sangue de tantos inocentes. ‘Nunca mais a guerra!’ é o grito aflito” dos nossos corações e dos corações de todos os homens e mulheres de boa vontade, concluiu o Santo Padre.