Rádio Conexão Católica

PAPA NO TWITTER: #PrayerForParis

O Papa Francisco utilizou a rede social Twitter para manifestar solidariedade ao povo Francês. Com a hashtag #PrayersForParis, o Pontífice pede orações na mensagem publicada esta quinta-feira (08/01).

Já no dia do atentado, que matou doze pessoas no semanário Charlie Hebdo, o Santo Padre expressou sua mais firme condenação através de uma nota publicada pelo Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi. No texto, lê-se que o Papa “participa na oração ao sofrimento dos feridos e das famílias dos mortos e exorta todos a se oporem com todos os meios ao difundir-se do ódio e de toda forma de violência, física e moral, que destrói a vida humana, viola a dignidade das pessoas, mina radicalmente o bem fundamental da convivência pacífica entre as pessoas e os povos, não obstante as diferenças de nacionalidade, de religião e de  cultura”.

A nota do Pe. Lombardi prossegue com as seguintes palavras: “Qualquer que seja a motivação, a violência homicida é abominável, jamais é justificável, a vida e a dignidade de todos devem ser garantidas e tuteladas com decisão, qualquer instigação ao ódio deve ser rejeitada e o respeito do outro deve ser cultivado.

O Papa expressa a sua proximidade, a sua solidariedade espiritual e o seu apoio a todos aqueles que, segundo seus graus de responsabilidade, continuam a se empenhar com constância pela paz, pela justiça e pelo direito, para curar em profundidade as fontes e as causas do ódio, neste momento doloroso e dramático na França e em todos as partes do mundo marcadas por tensões e violências.

De acordo com as últimas informações, um dos três suspeitos de participar do ataque se entregou na noite de quarta-feira, enquanto a polícia divulgou as fotos dos outros dois foragidos. Trata-se de dois irmãos franceses, de ascendência árabe.