Rádio Conexão Católica

PAPA: PARTILHAR A ALEGRIA DO AMOR MISERICORDIOSO DO PAI

O Papa Francisco tuitou nesta terça-feira (18): “Quando experimentamos o amor misericordioso do Pai, nos tornamos mais capazes de partilhar esta alegria com os outros.”

A propósito de misericórdia, recordamos que o Papa Francisco convocou o Jubileu extraordinário da Misericórdia que terá início em 8 de dezembro próximo e se concluirá em 20 de novembro de 2016.

“Precisamos sempre contemplar o mistério da misericórdia. É fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. Misericórdia: é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia: é o ato último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia: é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado”, frisa Francisco na Bula ‘Misericordiae Vultus’ (O rosto da misericórdia), de proclamação do Jubileu extraordinário da Misericórdia.

“A misericórdia será sempre maior do que qualquer pecado, e ninguém pode colocar um limite ao amor de Deus que perdoa. Na festa da Imaculada Conceição, terei a alegria de abrir a Porta Santa. Será então uma Porta da Misericórdia, onde qualquer pessoa que entrar poderá experimentar o amor de Deus que consola, perdoa e dá esperança”, afirma o Pontífice num outro trecho da Bula.

O Papa Francisco deseja que “neste Ano Jubilar a Igreja se faça eco da Palavra de Deus que ressoa, forte e convincente, como uma palavra e um gesto de perdão, apoio, ajuda e amor. Que ela nunca se canse de oferecer misericórdia e seja sempre paciente a confortar e perdoar”.