Rádio Conexão Católica
Rádio Conexão Católica

Paróquia Santa Cruz – Tatuí

A Paróquia de Santa Cruz de Tatuí foi criada em 1971.

Comunidades Paroquiais: Matriz Santa Cruz (Largo Santa Cruz), Divino Espírito Santo (Centro); Nossa Senhora Aparecida (Rosa Garcia 1); Santo Antônio (Centro); São Roque (Centro); Divino Pai Eterno (Loteamento Santa Cruz); São João Paulo II (Loteamento Santa Cruz).

Pároco: Revmo. Pe. Ricardo de Oliveira.

Diáconos: Lucio Correa de Toledo; Paulo Nogueira Momberg.

Seminarista: Leonardo Jonatas da Silva.

Atendente Paroquial: Danilo de Camargo Menuzzi.

Expediente: Segunda a Sábado dás  08h às 14h.

 

HORÁRIOS DE MISSA

Segunda à Sábado: 18h

Domingo: 09h e 18h

 

A Paróquia está localizada no Largo Santa Cruz, 120, Largo Santa Cruz, Tatuí- SP. O telefone da secretaria paroquial é (15) 3251-4088 e o email [email protected]

História

A Paróquia Santa Cruz foi criada em 03 de janeiro de 1971 e atende 06 comunidades que são elas: Divino Espírito Santo ( centro); Nossa Senhora Aparecida (Rosa Garcia); Santo Antônio (centro); São Roque (centro); Divino Pai Eterno(Loteamento Santa Cruz) e São João Paulo II (Loteamento Santa Cruz).

Desde janeiro de 2008 , Padre Marcos Donizetti de Souza exerce seu ministério na Paróquia e que tem como missão, dar continuidade aos trabalhos realizados.

A Paróquia Santa Cruz ao longo desses anos realizou diversas conquistas, entre elas podemos destacar a realização de duas assembleias Paroquiais, sendo uma em 2009 e outra em 2012, onde as diretrizes ali discutidas e aprovadas têm sido colocadas em pratica na nossa Paróquia, sempre respeitando a vontade da maioria, em benefício de todos.

Nestas assembleias foram definidas, entre outras, as construções das Igrejas de Santa Rita de Cássia e de Santa Terezinha do Menino Jesus, hoje Paróquias, a realização de festas, visando muito mais a evangelização do que a arrecadação financeira, haja visto a decisão tomada em assembleia pela NÃO comercialização de bebidas alcoólicas, o que causou insatisfação de alguns e satisfação de muitos.

Houve também o incentivo para que muitos leigos pudessem assumir responsabilidades nas diversas pastorais, criando meios para que pudessem se prepararem para o serviço, decidiu-se também a unificação do caixa paroquial, com prestação de contas mensais pelos tesoureiros de comunidades, ou seja, o caixa único, ficando para os membros do CAE a responsabilidade pelas reformas e manutenções das comunidades e da Paróquia.