Paróquia São Roque de Itapetininga promove curso para salmistas

A Paróquia São Roque de Itapetininga promove neste próximo final de semana, o encontro de formação para salmistas. O encontro será ministrado pelo Assessor Nacional de Música Litúrgica da CNBB, irmão Fernando Vieira, S.J.

Entender as diferentes melodias e os modos mais apropriados de cantar os salmos é a proposta desta formação, parte tão importante na Liturgia da Palavra.

Acesse o link e se inscreva:

O SALMO

Tão importante quanto a do leitor, que proclama a Palavra de Deus, a função de cantar o Salmo Responsorial, após a primeira leitura, é também um gesto sacramental, sinal sensível da presença de Deus.

É uma leitura-proclamação, que deve ser cantada de preferência, como um prolongamento meditativo da leitura proclamada. O salmista coloca-se a serviço de Deus, emprestando-lhe sua voz, sua comunicação, seus gestos, sua pessoa, e  coloca-se a serviço da comunidade reunida em assembleia para ouvir a Palavra.

Trata-se, portanto, de um conjunto de atitudes a serem assumidas por quem canta o salmo, para que seja expressão do Deus vivo que fala à comunidade, e ao mesmo tempo, resposta orante do povo à Palavra ouvida: o modo como se dirige ao ambão, seu olhar, seus movimentos, sua dicção, o tom e a modulação da voz, enfim todo o modo de cantar e de ser, toda a postura do corpo. Movido (a) pelo Espírito, o (a) salmista proclama com os lábios e o coração a mensagem do texto bíblico, para que o povo escute e acolha o que a Igreja lhe diz naquele dia.