Patriarca Kirill envia antigo ícone de São Nicolau ao Papa Francisco

O Patriarca de Moscou e de todas as Rússias Kirill enviou um antigo ícone de São Nicolau ao Papa Francisco para expressar sua gratidão pelo auxílio do Papa na organização da histórica visita das relíquias de São Nicolau à Rússia.

A pedido do Patriarca, o ícone será entregue ao Arcebispo Francesco Paolo Cacucci de Bari, que se reuniu com o Patriarca Kirill em Moscou na segunda-feira após uma celebração com as relíquias de São Nicolau, que foram levados para Moscou da Basílica Pontifícia de Bari, sul da Itália, dias antes.

“Nos difíceis tempos atuais, quando observamos uma escalada de conflitos e confrontos nas relações internacionais, a cooperação cultural e espiritual é um dos meios mais eficientes com os quais as Igrejas podem ajudar a superar a inimizade entre os povos”, disse o Patriarca Kirill à delegação católica que acompanhou o traslado das relíquias.

A Rússia e a Itália têm uma “enorme herança cultural”, que “foi formada em primeiro lugar pela fé cristã de nossos povos, e nós não deveríamos perder esse fundamento de nosso diálogo cultural sob nenhuma circunstância hoje”, afirmou.

O Arcebispo de Bari, por sua vez, disse que a Igreja Católica vinha recebendo reiterados pedidos para compartilhar as relíquias de São Nicolau.

As relíquias foram levadas a Moscou pela primeira vez em 930 anos, o que demonstra o “status privilegiado” das relações entre católicos e a Igreja Ortodoxa Russa, disse Kirill.

As relíquias de São Nicolau foram levadas para a Rússia como parte de um acordo alcançado entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill durante seu histórico encontro em Havana, em fevereiro de 2016.

Cerca de 18.600 fieis já haviam ido à Catedral de Moscou de Cristo Salvador para reverenciar as relíquias de São Nicolau somente na segunda-feira, revelou o Diretor do Departamento de Política Étnica e Vínculos Inter-regionais de Moscou, Vitaly Suchkov.