Rádio Conexão Católica

Primeira peregrinação da Guarda Suíça à Terra Santa

Um grupo da Guarda Suíça pontifícia chegou esta quinta-feira em Jerusalém, como parte da primeira peregrinação que este Corpo de Guarda realiza à Terra Santa desde a sua criação no século XVI.

“Quando o Papa viaja, os Comandantes às vezes o acompanham, porém os guardas nunca haviam feito uma peregrinação à Terra Santa”, explicou à Agência Efe o Padre Juan María Solana, do Instituto Notre Dame da Santa Sé, falando a respeito deste itinerário “eminentemente espiritual”, que tem início esta quinta-feira.

De fato, durante dois meses, Jerusalém receberá grupos de doze integrantes deste Corpo de Guarda, até que todos os seus 120 membros realizem a peregrinação.

“É um dos menores e mais interessantes corpos militares do mundo, criado em 1506 para proteger a pessoa do Papa durante um período muito complicado”, recorda o sacerdote, salientando o caráter folclórico que o caracteriza, “com uniformes desenhados por Michelangelo”.

Na sexta-feira, o grupo participará em Jerusalém do único ato público da peregrinação, com uma celebração no Instituto Notre Dame, do qual tomarão parte o representante do Vaticano em Israel e Chipre, Dom Giuseppe Lazzarotto, e o Capelão Thomas Vitmar, além do Padre Solana.

A Guarda Suíça visitará os lugares santos de Jerusalém e o Mar da Galileia, além de participar de conferências e de formação cristã.