Notícia Destaque Notícias da Diocese

Projeto Social encaminha moradores de rua para Casas de Recuperação

Pe. Fernando Carvalho, Vigário da Paróquia São Roque de Itapetininga, juntamente com o Sr. Ismael Carlos da Costa Meira, coordenador da Pastoral de Rua de Paróquia e o Grupo GEV (Grupo Esperança Viva), estão desenvolvendo um trabalho social para retirar moradores que se encontram em situação de rua e encaminhá-los para casas de apoio.

Esse projeto social já vem sendo realizado durante alguns anos e já auxiliou diversos moradores entre homens e mulheres acima de 18 anos. Muitos deles dependentes químicos que entraram em tratamento e hoje estão recuperados.

Padre Fernando Carvalho, relata que eles fazem o primeiro contato com o morador, ouve as histórias de vida de cada um e o porquê de estar naquela situação e pergunta se eles aceitam ajuda.

Momento de Oração antes da partida para a Fazenda.

Os pobres nos seus múltiplos rostos são os destinatários da nossa missão. Eles precisam saber que são amados por Deus. As expressões da nossa fé, o compromisso solidário e a vida fraterna fazem nascer a esperança” ,comenta o Padre.

Nesta última semana, Pe. Fernando, após realizar visitas nas ruas, encaminhou alguns moradores para uma vivência na Casa Cristo Rei na Fazenda Esperança em Toledo/PR.

Em uma ação solidária, com apoio de grandes colaboradores,  o projeto arrecadou cestas básicas, roupas, cobertores, produtos de limpeza e higiene e também um valor em dinheiro para o fretamento de uma van para leva-los  até o Centro de Recuperação.

Na unidade, o morador recebe todo tratamento médico, alimentação, vestuários e medicamentos. Os dependentes já recuperados e que continuam na casa, trabalham na fabricação de pães , agendas e outros produtos que  são vendidos para uma arrecadar uma renda extra para a Instituição.

Faça você também parte deste projeto. Entre em contato com a secretaria da Paróquia São Roque de Itapetininga e agende uma conversa com o Padre.

 

UNIDADE CRISTO REI

Em Toledo/PR, o projeto atende atualmente 20 internos, vindos de municípios, regiões e de outros Estados. A entidade visa trabalhar com recuperação de dependentes químicos e vítimas do alcoolismo, por meio de comunidade terapêutica. O tratamento é baseado na convivência, trabalho e prática cristã. Eles realizam atividades agrícolas e internas, e produz o próprio sustento. O tempo de internação de cada paciente dura em média 12 meses.

Nos primeiros meses de internação não é permitido contato com a família. Para que eles reflitam sobre sua vida e se adaptem as condições da Fazenda.

Casa Cristo Rei na Fazenda da Esperança em Toledo-PR.

 

Grupo Esperança Viva (GEV)

O Grupo Esperança Viva (GEV) é um grupo de auto-ajuda ligado à Fazenda da Esperança. É voltado para os ES (como são chamados os que já passaram por uma Fazenda) que querem continuar a viver o carisma, para aqueles que querem fazer o ano de recuperação na Fazenda, familiares dos acolhidos (co-dependentes), e para quem quer conhecer o carisma e até se tornar um voluntário.

As reuniões acontecem toda terça-feira às 20h no salão da Paróquia São Roque e são abertas a todos que precisam de ajuda ou querem conhecer a obra.

O grupo tem como coordenador o Ismael e conta também com vários voluntários que ao se doarem vivem a experiência de amar.
Nesse tempo de pandemia as reuniões ocorrem de forma digital através de um aplicativo, além das experiências como esta de auxílio a Fazenda.

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto

FACEBOOK