“SALMOS NA VIDA LITÚRGICA DA IGREJA” É TEMA DE ENCONTRO PARA SALMISTAS

“Os salmos na vida litúrgica da Igreja” é o tema do encontro diocesano que reunirá coordenadores de liturgia, salmistas (experientes e iniciantes) e representantes das equipes de música litúrgica no próximo dia 19, das 7h30 às 17h, no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora das Estrelas, em Itapetininga. Organizado pela Pastoral Litúrgica, o encontro tem como objetivo preparar os salmistas e pessoas que estão a serviço da Liturgia, explica a coordenadora diocesana da Pastoral, Ondina Silveira de Oliveira Almeida.

Para participar do encontro, os interessados devem se inscrever até o dia 10 de julho (sexta-feira) no email [email protected]. O valor da inscrição é de R$ 25 e será recolhido no dia do encontro. Quanto à idade, Ondina afirmou que não há uma idade mínima, mas é preciso que o adolescente tenha um mínimo de conhecimento e compreensão da liturgia para participar. Para mais informações, entre em contato no fone (15) 99712-8311.

Em carta enviada às paróquias o Assessor Eclesiástico da Pastoral Litúrgica, Pe. Elias Soares Júnior ressalta que “o salmo é parte integrante da Liturgia da Palavra nas celebrações eucarísticas e na celebração dos sacramentos”, portanto, “merece ser entoado com a mesma dignidade que se é proclamada a Palavra de Deus”.

Conforme a coordenadora, os participantes do encontro conhecerão a história e a teologia do Salmo na Liturgia da Palavra. “É necessário conhecer a liturgia e quanto mais a conhecemos, mais nos apaixonamos por ela. Quanto mais nos encantamos, melhor celebramos a liturgia e levamos os fieis a celebrarem melhor também. Para isso, é preciso haver harmonia, não só na questão musical, mas também quanto à preparação da celebração”, explica a coordenadora.

Programação

Segundo Ondina, a formação será ministrada pelo Padre André Viana, Pároco da Paróquia São José Operário (Tatuí-SP). Na parte da manhã, os encontristas participarão das palestras formativas a respeito da História e Teologia dos Salmos. À tarde, será realizado um laboratório e haverá um tempo para os participantes fazerem perguntas ao Padre André.

 

Fotos: Arquivo Diocese de Itapetininga/William Furtado