Rádio Conexão Católica

Santo Agostinho Roscelli

“A oração ajuda-nos a fazer bem a ação; e a ação, quando é realizada como se deve, contribui para fazermos bem a oração”, repetia continuamente o “pobre sacerdote” Agostinho Roscelli que nasceu em 27 de julho de 1818 na cidade de Bergone di Casarza Ligure, na província de Gênova na Itália. Filho de uma família pobre, desde pequeno dedicou-se ao pastoreio de ovelhas. Apesar da condição social e dificuldades, sua família sempre foi muito convicta da fé e dos princípios cristãos.

Agostinho tinha dezessete anos quando sentiu em seu coração o desejo de seguir a vocação sacerdotal. Foi impulsionado pelo belíssimo testemunho de evangelização de Dom Luigi Gianelli Lambruschini, reitor da paróquia de São João Batista de Chiavari que dedicava seu tempo à evangelização das comunidades rurais e aos camponeses. No ano de 1835, Agostinho parte para Gênova onde iniciou seus estudos teológicos. Enfrentou muitas dificuldades financeiras, mas não definhou seu desejo de seguir o chamado de Deus. Onze anos de dedicação e estudos, conferiram ao jovem a graça de ordenar-se sacerdote em 19 de setembro de 1846.

Dedicou-se de forma exemplar ao atendimento de confissões e com fervor a evangelização, pregando, orientando e sempre fiel às aspirações do sacerdócio. No ano de 1872, decide não só atender as necessidades locais, mas também a visitar, confortar e orientar os encarcerados. Dois anos depois, Agostinho concentrou seus esforços em favor dos recém-nascidos, prestando auxílio material e espiritual às famílias e crianças. Nesta empreitada Agostinho batizou cerca de oito mil crianças.

Seu impulso e atuação missionários, o conduziu a fundar no ano de 1876 a Congregação das Irmãs da Imaculada ampliando por toda a Itália o seu trabalho de evangelização. Agostinho faleceu no dia 07 de maio de 1902 e foi proclamado santo em 2011, pelo Papa João Paulo II.