Rádio Conexão Católica
Rádio Conexão Católica

Santuário Nossa Senhora da Conceição da mais um passo para elevação a Basílica Menor

Santuário Nossa Senhora da Conceição – Tatuí

“Pois, para o futuro, escolho e consagro este templo para que meu nome nele resida para sempre; meus olhos e meu coração estarão nele para sempre.” (Cr 7, 16).

Na última segunda-feira 23 de agosto, mais um passo foi dado rumo a elevação canônica do Santuário Nossa Senhora da Conceição de Tatuí, a dignidade de Basílica Menor.
Obedecendo todas as exigências da Congregação Para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, o paroquiano, Leonardo Barros, apresentou o questionário respondido juntamente com o álbum de fotos de da Igreja Matriz, no Vaticano, representado pelo Secretário Ecônomo do Dicastério, Dom Salvatore.
Durante a viagem, o jovem Leonardo Barros, explicou um pouco sobre a história do Santuário, bem como elucidar sua importância para a população local. Durante a audiência publica, Leonardo entregou os documentos diretamente nas mãos do Papa Francisco.
Fizemos a nossa parte, agora aguardamos esperançosos e em oração, a chancela final do Papa Francisco, para obtermos, enfim, o título de Basílica Menor”, comenta o Reitor do Santuário, Pe. Élcio.
 

A Basílica Menor deve ser um centro de atividade litúrgica e pastoral, sobretudo com celebrações da Eucaristia, da penitência e dos outros sacramentos que sejam exemplo para os outros quanto à preparação e execução, na fiel observância das normas litúrgicas e com a participação ativa do povo de Deus.

A fim de que haja realmente a possibilidade de realizar celebrações dignas e exemplares, a igreja deve ter conveniente tamanho e possuir suficiente área do presbitério. Os vários elementos necessários para as celebrações litúrgicas (altar, ambão, sede do celebrante) estejam colocados conforme as exigências da liturgia restaurada .

A Igreja deve gozar de certa celebridade em toda a diocese, por exemplo, porque foi construída e consagrada a Deus por ocasião de um especial evento histórico-religioso. Também deve ser levado em conta o valor da Igreja, ou seja, a importância histórica e a beleza artística.

A fim de que ao longo do ano litúrgico na igreja se possam realizar louvavelmente as celebrações dos diversos tempos, é necessário que a celebração da eucaristia possa ser celebrada em maneira permanente e a da penitência em horário estabelecido com confessores a disposição dos fiéis.