Rádio Conexão Católica

Seminaristas rumo à missão em Rondônia

Os seminaristas Lucas Augusto Alves de Oliveira, Felipe Maurício Cavalheiro e Vinícios Vargem Rodrigues dos Santos chegam no dia 2 de janeiro à cidade de Buritis, na Arquidiocese de Porto Velho, em Rondônia (RO) para participar da V Experiência Missionária. “Coragem, levanta-te! Ele te chama! (Mc 10,48)” é o lema da missão promovida pelo Seminário Maior São João XXIII. O evento acontecerá  junto à Paróquia Santa Marta, em Buritis (RO) e será conduzido pelos missionários Orionitas. As atividades se encerram no dia 29 de janeiro de 2017.

seminaristas-lucas-felipe-e-vinicios
(esq. p/ dir) Seminaristas Lucas, Felipe e Vinícios

“Todos nós sabemos que a missão é ordem e obra do amor de Deus. Ele nos amou por primeiro. E de maneira amorosa ele nos deu a ordem de sair de qualquer tipo de instalação”, afirma o Arcebispo de Porto Velho (SP), Dom Roque Paloschi.

Em janeiro passado, estiveram nesta mesma missão os seminaristas Jean Michel de Oliveira Campos, Cristiano José Benedito Chicuta e Márcio Mendes Ribeiro. Na ocasião, as atividades foram realizadas em Canutama, município do interior do Amazonas.

Em entrevista ao site, Vinícios fala sobre as expectativas de participar desta experiência pela primeira vez.

O que você espera encontrar na missão?

R: “Essa é minha primeira experiência fora do estado de São Paulo. Estaremos presentes em outra realidade da Igreja, na qual os desafios são diferenciados e que também favorecem um determinado amadurecimento da nossa experiência de fé. Espero encontrar lá em Rondônia uma verdadeira experiência do amor de Deus, convivendo um pouco com aquela parcela do povo de Deus. Espero também amadurecer na fé e na minha formação presbiteral, aprendendo com a diversidade da Igreja a ser um cristão mais autêntico e disponível ao serviço do próximo”.

Qual a importância das missões na vida do seminarista?

R: “As missões em nossa formação ajudam a perceber a importância de ir ao encontro do próximo, sem hesitação. Colaboram para que sejamos padres mais fieis e sensíveis à realidade do nosso povo. Portanto, nos ajudarão a sermos verdadeiramente pastores do rebanho de Cristo”.

Com informações de CNBB.