Rádio Conexão Católica

Suíça: mensagem dos bispos para domingo do enfermo

“A dignidade da vida humana não depende da autossuficiência de uma pessoa e não desaparece com a fragilidade causada pela idade ou pela doença, pois toda a nossa existência faz parte do grande projeto que Deus escreveu para nós.”

Este é o centro da mensagem dos bispos suíços preparada pelo Bispo auxiliar de Coira, Dom Marian Eleganti, para o Dia Mundial do Enfermo que a Igreja local celebrará no próximo domingo (05/02).

Um convite a refletir sobre o fim da vida, na perspectiva cristã, contra a ideia hoje que leva as pessoas que vivem numa situação de fragilidade a considerarem-se um peso “intolerável para a sociedade, um custo e uma carga emocional e física excessiva para os familiares”.

Segundo os bispos suíços, “o aumento dos suicídios entre os idosos se deve também ao fato de que uma parte da sociedade está estabelecendo novos parâmetros jurídicos, justificando e legitimando o suicídio como uma tentativa de conservar até o fim a própria autonomia e dignidade”. “Todo ser humano tem uma dignidade, sobretudo quando é frágil”, destacam os prelados.

Os bispos reiteram que a fé cristã considera a morte “como uma passagem e um retorno ao Pai e vê a vida como um tempo importante de provação e preparação para a plenitude em Deus”. “Esta visão ajuda os cristãos a olharem a morte com confiança”, concluem.