Rádio Conexão Católica

“Temos sede da Tua paz”. Quase 700 jovens da Terra Santa na JMJ de Cracóvia

Quase 700 jovens, rapazes e moças, partiram da Terra Santa nos últimos dias em direção à Polônia, para participar da Jornada Mundial da Juventude 2016, cujos eventos centrais serão em Cracóvia, de 27 a 31 de julho. Na precedente JMJ do Rio de Janeiro 2013 participaram somente 30 jovens de Israel, Palestina e Jordânia.

Desta vez, participam do grupo uma centena de jordanianos, quase duzentos palestinos, maronitas e grego-católicos da Galileia, um grupo de católicos das paróquias de Israel e o grupo de rapazes e moças do Caminho Neocatecumenal provenientes também de Chipre.

Territórios Palestinos

Os quase 200 jovens provenientes dos Territórios Palestinos – inclusive 5 que vivem na Faixa de Gaza – decidiram contar suas aventuras e recolher emoções e reflexões no “diário de George”, uma espécie de jornal de bordo coletivo cujos momentos decisivos serão publicados no site oficial do Patriarcado latino de Jerusalém.

Nas primeiras páginas, o “diário de George” narra os primeiros dias e as primeiras impressões dos jovens árabes cristãos em sua ida à Polônia. Eles dizem que tiveram um “acolhimento ótimo” em Torun, cidade que os recebe, e imediatamente tomam nota das coisas que podem aprender durante esta viagem que irá levá-los a encontrar milhares de coetâneos provenientes de todo o mundo: “o povo polonês”, lê-se no relatório do primeiro dia “quanto se comprometeu, o fazem profundamente! Eu penso que nós, palestinos em particular e árabes em geral, temos algo a aprender com essas pessoas. Os valores que ainda nos faltam: o espírito de rigor no trabalho, compromisso sério, e também favorecer o bem comum”.

Primeiro dia na Polônia

A história do primeiro dia na Polônia termina com uma bela oração de agradecimento: “Obrigado, Senhor, por me satisfazer durante este longo dia de amizade e beleza. Dá-me um coração que escuta, um coração em paz, um coração sábio, para viver intensamente estes dias na sua presença amorosa. Cura a minha alma, tenho sede de paz …. da sua paz”.