Rádio Conexão Católica

“VIVAMOS EUCARISTICAMENTE”, EXORTA DOM GORGÔNIO

“Que a Eucaristia seja realmente presente em nossas ações e atitudes de cada dia. Vivamos eucaristicamente, dando graças a Deus”. A exortação de Dom Gorgônio foi retirada de uma de suas mensagens em preparação para a celebração da Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, também chamada de Festa de Corpus Christi. Em cada mensagem, o Bispo trata dos vários aspectos desta solenidade.

Em sua mensagem para esta segunda-feira (23/05), primeiro dia do tríduo de Corpus Christi, Dom Gorgônio explica o sentido e o significado da Eucaristia. “A cada missa não temos mais um sacrifício, é aquele mesmo sacrifício, Cristo oferecido por nós. Ele ofereceu-se uma vez por todas pela nossa salvação! A liturgia eucarística atualiza, torna presente e nos possibilita participar daquele único sacrifício. Nos mergulha neste mistério de amor, onde alimentados desse amor, desta vida dada, desse Espírito, sejamos purificados de todo pecado, restaurados, fortalecidos e possamos levar esse amor de Deus em nossa vida, para testemunhar Jesus”, ressalta.

Ao concluir sua mensagem, o bispo aborda a dimensão profética da Missa e da Eucaristia afirmando que, “a palavra ‘missa’ vêm de ‘missão’. Você assume este compromisso de viver este mistério de comunhão, de amor, de serviço, de doação da sua vida. A Eucaristia é fonte desta missão da Igreja, nos alimenta, nos fortalece, para que nós possamos viver a missa em nosso dia a dia, viver a Eucaristia no nosso relacionamento com as pessoas na comunhão, na gratuidade, na generosidade, na alegria”.

 

Leia na íntegra a mensagem de Dom Gorgônio para o primeiro dia do Tríduo de Corpus Christi:

Estamos nos preparando para a Festa de Corpus Christi, a festa da Eucaristia. Nesta quinta-feira (26/05), feriado, é dia santo. Na verdade, a instituição da Eucaristia é lembrada na quinta-feira santa, dentro do mistério pascal, mistério do amor em que Cristo dá a vida por nós. Mas como é uma festa especial, um mistério especial, nós reservamos também um dia especial para celebrar a Eucaristia de uma maneira mais solene, por isso esta festa de Corpus Christi.

Mas o que é a Eucaristia? A Eucaristia é o memorial daquele amor de Cristo que deu a vida por nós. Torna presente aquilo que Jesus fez por nós, sofreu por nós, a sua vida dada por nós, o seu amor manifestado. Antes de sua paixão, morte e ressurreição, Jesus reuniu os seus discípulos em torno da mesa da ceia pascal judaica e ali, Ele deu um sentido novo quando, tomando o pão, disse <<Tomai todos e comei, isto é meu corpo que é dado por vós>> e, depois, com o cálice: <<Este é meu sangue derramado por vós>> e, conclui dizendo <<Fazei isto em memória de Mim>>. E o que Jesus quer dizer quando diz isso? Quer dizer que cada vez que vamos celebrar este mistério, tornamos presente em nossa vida todo aquele amor de Cristo, toda aquela entrega. Jesus é o Pão da Vida, pão que se ofereceu por nós, pão da salvação. Também [tornamos presente] esse mistério da redenção. Na sua paixão, Jesus nos resgatou através da sua entrega, de seu sangue derramado por nós. Tudo isso, é que nós revivemos. Portanto, a Eucaristia nos mergulha nesse mistério do amor, da sua entrega, da sua doação. Nós participamos desse mistério redentor de Cristo que se oferece de uma vez por todas pela nossa salvação. A cada missa não temos mais um sacrifício, é aquele mesmo sacrifício, Cristo oferecido por nós. Ele ofereceu-se uma vez por todas pela nossa salvação!

A liturgia eucarística, a Eucaristia, ela atualiza, torna presente e nos possibilita participar daquele único sacrifício. Nos mergulha naquele mistério de amor, onde nos alimentamos desse amor, desta vida dada, desse Espírito que foi dado por nós, para que nós também mergulhados nesse mistério, sejamos purificados de todo pecado, restaurados em Cristo, alimentados, fortalecidos e possamos levar esse amor de Deus em nossa vida para testemunhar Jesus.

A Eucaristia tem vários nomes, como: ceia pascal; celebração da fração do pão, da partilha, do amor; comunhão com Cristo; é alimento que nos sustenta nesta caminhada da vida; ela é a atualização do sacrifício do Cristo; é o mistério da aliança que é celebrada <<Nova e eterna aliança>> selada no sangue de Cristo.

Enfim, a celebração eucarística tem também essa dimensão profética, é uma missão. A palavra ‘missa’ vem de ‘missão’. Você assume este compromisso de viver este mistério de comunhão, de amor, de serviço, de doação da sua vida. Ela [a Eucaristia] é fonte desta missão da Igreja, nos alimenta, nos fortalece, para que possamos viver a missa em nosso dia a dia, viver a Eucaristia no nosso relacionamento com as pessoas na comunhão, na gratuidade, na generosidade, na alegria.

Que a nossa missa seja vivida! Que a Eucaristia seja realmente presente em nossas ações e atitudes de cada dia. Vivamos eucaristicamente, dando graças a Deus. A missa também tem o nome de ‘Ação de Graças’ e a própria palavra ‘eucaristia’, em grego, significa ‘ação de graças’.

Que possamos viver eucaristicamente. Amém.”

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, CR
Bispo Diocesano de Itapetininga

Foto: Arquivo/Diocese de Itapetininga/William Furtado