Rádio Conexão Católica

FRANCISCO REZA POR MIRIAM WOLDU

Com um maço de rosas brancas colocado ao lado do caixão, uma oração silenciosa e a bênção com a água santa, o Papa se despediu da recepcionista da Casa Santa Marta, Miriam Woldu, 34 anos, encontrada morta em sua residência, na semana passada.

A autopsia do corpo da jovem de origem eritreia, que estava  no sétimo mês de gravidez, estabeleceu que a causa da morte foi natural. Miriam sofria de diabetes.

Sábado, antes de iniciar a cumprir seus compromissos, o Papa se dirigiu à igreja de Santo Estêvão, a poucos metros de sua residência, dentro do Vaticano, e “antes da celebração dos funerais, se deteve em oração de sufrágio pela jovem, demonstrando seu carinho e respeito pela funcionária da Casa Santa Marta. Francisco rezou durante 20 minutos e depositou 12 rosas brancas sobre o caixão”, explicou o porta-voz do Vaticano, Padre Federico Lombardi.

A visita teve caráter estritamente pessoal e as imagens divulgadas mostram a comoção do Pontífice, que também abençoou o féretro.