Notícia Destaque Notícias da Diocese

Moradores de rua de Itapetininga ganham abrigo através de projeto social

De acordo com a Secretaria da Promoção Social de Itapetininga, o número de moradores em situação de rua tem aumentado nos últimos meses. São homens e mulheres que decidiram se isolar de suas famílias para viverem nas ruas, entre eles são catadores, desempregados e necessitados que buscam ajuda de entidades.

Pensando nisso, Pe. Fernando Carvalho, Vigário da Paróquia São Roque de Itapetininga, juntamente com o Sr. Ismael Carlos da Costa Meira, coordenador da Pastoral de Rua, estão desenvolvendo um trabalho social para retirar esse moradores da rua e encaminhá-los para casas de apoio.

Segundo Pe. Fernando, essas atividades já são realizadas desde quando ainda era seminarista e já auxiliou mais de 30 moradores entre homens e mulheres acima de 18 anos. Muitos deles eram dependentes químicos que entraram em tratamento e hoje estão recuperados.

Nós vamos até os moradores para fazer o primeiro contato, conhecemos sua história e perguntamos se ele aceita ajuda.” comenta, Pe. Fernando Carvalho.

Muitos desses moradores são encaminhados para a Unidade “Bom Samaritano” da Fazenda da Esperança em Piraju/SP. Também existem moradores que estão em tratamento nas casas em São Miguel Arcanjo e Guaratinguetá.

Na unidade de recuperação o morador recebe todo tratamento médico, alimentação, vestuários e medicamentos. Os dependentes já recuperados e que continuam na casa, trabalham na fabricação de pães , agendas e outros produtos que  são vendidos para uma arrecadar uma renda extra para a Instituição.

Momento de oração e partilha

Na última quinta-feira (14), Pe. Fernando Carvalho esteve na cidade de Piraju/ SP, na Fazenda da Esperança para visitar esses moradores  e relata que o dia foi bem produtivo, onde participaram de momentos de oração, partilha e testemunho.  Pe. Fernando através de vídeos pelas suas redes sociais, faz campanha de agasalho e alimentação para contribuir nas despesas da unidade.

Faça você também parte deste projeto. Entre em contato com a secretaria da Paróquia São Roque e agende uma conversa com o Padre.

Realizar um trabalho social é levar para o seu dia a dia o prazer e a responsabilidade de agir por um bem maior,  ter um espírito de generosidade e doação voluntária.

 

Fazenda da Esperança

A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica que atua desde 1983 no processo de recuperação de pessoas que buscam a libertação de seus vícios, principalmente do álcool e da droga. Seu método de acolhimento contempla três aspectos determinantes: o Trabalho como processo pedagógico; a Convivência em família; e a Espiritualidade para encontrar o sentido da vida.

A Fazenda está de portas abertas em todos os estados brasileiros para acolher homens e mulheres fragilizados pelo consumo das drogas, transformando dor em alegria. O número de comunidades no mundo já ultrapassou uma centena de unidades estruturadas em países da Ásia, África, América e Europa, sob contínuo crescimento devido a globalização dos graves problemas sociais que assolam a humanidade.

O grande diferencial da Fazenda é acolher gestantes e mães com seus filhos crianças, ao contrário de outras comunidades e clínicas de recuperação. A parte feminina considera importante que a mãe tenha seus filhos por perto e não se distancie durante o período de 12 meses. Essas mulheres passam por um caminho de acompanhamento, onde o amor transforma tantas vidas e a família ganha um sentido ainda maior.

Unidade Bom Samaritano em Pirajú

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto

FACEBOOK