Paróquia Nossa Senhora das Dores realiza Santas Missões Populares

Onze religiosos e mais de 80 missionários estão percorrendo os bairros rurais de Sarapuí nas Santas Missões Populares. A ação é promovida pela Paróquia Nossa Senhora das Dores com o objetivo de visitar as famílias destas regiões. Conforme o pároco, Pe. Sirlei Aparecido de Oliveira, esta é a segunda fase das missões. “Nosso intuito é reanimar a comunidade, colocar os católicos em atitude de missão, de ‘Igreja em Saída’ – como nos pede o Papa Francisco – e, animar as famílias que estão afastadas da comunidade”, explica. As Santas Missões Populares acontecem de 1º a 14 de abril nesta segunda etapa.

Com Pe. Sirlei, o Frei Margon (à esquerda) e a Irmã Flávia da Toca de Assis (à direita) na Missa de Envio dos missionários

Para esta fase, as Santas Missões contam com o auxílio de 5 Freis da Ordem dos Frades Menores Missionários e 6 irmãs (de várias Ordens e Congregações). Conforme o sacerdote, estes religiosos acompanham os missionários em missão. Durante o dia são realizadas visitas às famílias, atendimento de confissões, benção às colheitas e plantações e à noite são realizadas celebrações eucarísticas sempre às 19h30.

Esta etapa acontece de 1 a 7 de abril na Comunidade Nossa Senhora da Conceição (bairro Rio Acima); de 1 a 3 de abril nas Comunidades São José (bairro Ressaca) e, Nossa Senhora Auxiliadora (Assentamento); de 4 a 7 de abril na Comunidade São Bento (bairro Rodeio); de 4 a 6 na Comunidade Santa Luzia (Várzea de Cima); de 6 a 9 de abril na Comunidade Santo Antonio (Faxinal do Rio Acima); de 8 a 14 de abril na Comunidade São Roque (Distrito de Cocais); de 8 a 10 de abril na Comunidade Bom Jesus (Cabaçais); de 10 a 14 de abril na Comunidade Nossa Senhora de Fátima (Várzea de Baixo) e de 11 a 14 de abril na Comunidade Nossa Senhora das Estrelas (Congonhas).

Missionários celebram envio para missão

Na primeira etapa aconteceu a preparação e formação de missionários – membros de pastorais e movimentos assim como fieis da comunidade local. Ao todo, conforme Pe. Sirlei, foram formados 88 missionários que, após a Missa de Envio realizada em 17 de fevereiro deste ano, saíram já em missão visitando famílias católicas e realizando um censo nas comunidades.

De acordo com o Pároco, “com este trabalho de evangelização, temos a oportunidade de dar maior impulso à setorização e descentralização paroquial. Tudo isso, para que possamos atingir mais pessoas, evangelizar a todos e fazer com que os trabalhos de pastoral possam ser mais eficazes. Também é o que nos pede o documento 100 da CNBB, “Comunidade de Comunidades”. Neste documento a Paróquia é vista como uma rede de comunidades, onde cada uma delas tem a sua importância e particularidade. Onde a própria Matriz, a mãe de todas as outras comunidades, deve fazer com que todas se sintam abraçadas e assistidas”.

Com fotos da Paróquia Nossa Senhora das Dores/Sarapuí-SP.